APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Amir Labaki

Amir Labaki

Fundador e diretor do É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários. Escreveu 12 livros, fez documentários e teatro. É articulista e crítico de cinema da Folha de S.Paulo e colunista do Valor Econômico.

Amir Labaki nascido em 29 de janeiro de 1963, em São Paulo, capital, formou-se em Cinema na Escola de Comunicações e Artes da USP em 1985.

Iniciou sua carreira jornalística como editorialista do jornal Folha de S. Paulo, função que ocupou entre 1985 e 1987. Desde 1987 é articulista e crítico de cinema no mesmo jornal, onde foi também correspondente cultural em Nova York (1998-99).

A partir de maio de 2002, acumulou ainda como colunista do diário de economia e negócios Valor Econômico.

Labaki foi duas vezes diretor do MIS - Museu da Imagem e do Som - da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo - 1993/1995 e 2003/2005.

É membro da diretoria do Festival Internacional de Documentários de Amsterdã, Holanda, o principal evento mundial dedicado ao gênero. Foi membro suplente do Conselho Superior de Cinema da Presidência da República (2004-05).

Desde novembro de 2004 Labaki dirige, escreve e apresenta o programa semanal de documentários É Tudo Verdade no Canal Brasil. Para a mesma emissora, dirigiu em 2005 o filme Um intelectual no cinema – Eduardo Escore.

Em 2010 assumiu como curador internacional e apresentador da faixa Cultura Documentário da TV Cultura de São Paulo.

Autor de doze livros de cinema e história, escreveu a peça Lenya (2006), para teatro cuja estreia aconteceu no SESC-SP em 2008, com Mônica Guimarães no papel-título, sob direção de Regina Galdino.

Seu primeiro documentário de longa-metragem o 27 Cenas sobre Jorgen Leth foi lançado em 2009.  Foi exibido em vários países na seguinte sequência: no CPH-DOX (Dinamarca), Docudays (Líbano), Jihlava (República Tcheca), DocLisboa, Festival do Novo Cinema Latino-Americano de Havana (Cuba), Festival do Rio e Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Os livros têm abordagens sobre cinema suas histórias e fatos ou sobre documentários. Entre eles estão:

1961 - A Crise da Renúncia e a Solução Parlamentarista, da editora Brasiliense, lançado em 1986.

O cinema dos Anos 80, lançado pela editora Brasiliense, em 1991, foi organizado por Amir.

Solanas por Solanas - Um Cineasta na América Latina coauditoria desenvolvida com Mario Cereghino, lançado pela editoria Iluminuras/Memorial da América Latina, em 1993. Foi traduzido e editado na Itália pela Pratiche Editrice, no mesmo ano.

O Olho da Revolução - O Cinema Urgente de Santiago Alvarez, lançado em 1994 pela editora Iluminuras.

Folha Conta Cem Anos de Cinema, organização com publicação pela editora Imago, 1995)

O Cinema Brasileiro –De O Pagador de Promessas a Central do Brasil/The Films From Brazil – from The Given Word to Central Station, organizado por ele e editado por Publifolha, 1998.

2001 – Uma Odisséia no Espaço (Publifolha, 2000)

Person por Person (Biblioteca É Tudo Verdade, 2002)

É Tudo Verdade – Reflexões sobre a cultura do documentário (Editora Francis, 2005)

O Cinema do Real – co-organizador com Maria Dora Mourão (Cosac Naify, 2005)

Introdução ao Documentário Brasileiro (Editora Francis, 2006)

É Tudo Cinema – 15 anos de É Tudo Verdade (Imprensa Oficial, 2010)

 

 

Atualizado em março/2013 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

http://tvcultura.cmais.com.br/culturadocumentarios/amir-labaki-1

http://www.letraseleituras.com.br/entrevistados_todos.php

 

 

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)