APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

André Motta Lima

André Motta Lima

É apresentador e diretor do programa 'Tome Ciência. Dirige a Casa do Vídeo com atuação em produção de programas, documentários, institucionais e campanhas políticas. Participou da equipe inicial do Fantástico, da TV Globo

André Abreu Motta Lima nasceu no Rio de Janeiro (RJ), no dia 18 de fevereiro de 1949. É jornalista formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/SJ), em 1977. Fez cursos de especialização no exterior.
 
Atua na profissão desde 1967, tendo passado, entre outras, pelas redações da Gazeta de Notícias, O Paiz, Jornal do Brasil, O Globo, Jornal dos Sports e O Estado de S.Paulo, e pelas editoras Abril e Bloch. Começou a trabalhar com televisão em 1972, como correspondente no Rio de Janeiro da TV Cultura (SP), mas logo se transferiu para a TV Globo, onde participou da equipe inicial do Fantástico, em 1973. No programa, atuou como repórter, editor, produtor-executivo e diretor-substituto até 1981.
 
Paralelamente, desenvolveu uma carreira acadêmica, entre 1975 e 1982, dando aulas no curso de Jornalismo das Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha/RJ). Obteve do Conselho Federal de Educação a indicação como professor titular de três disciplinas práticas por ocasião do reconhecimento do curso de Radialismo da Facha.
 
Em 1983, montou a sua própria produtora de vídeo, a Motta Lima Produções e Comunicações – Casa do Vídeo. Participou como produtor de todos os projetos que formaram o currículo da empresa. Atuou como diretor e editor dos programas de dramaturgia, documentários, institucionais e campanhas políticas.
 
Criou, em 1985, na TV Educativa – atual TV Brasil – o primeiro programa dedicado ao movimento comunitário, o Espaço Comunitário, com a participação de um conselho editorial de organizações populares. Desde 1989, apresenta e dirige o programa Tome Ciência, feito em parceria com a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e exibido em vinte emissoras de todo o País.
 
Ingressou, em 1987, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj),onde foi responsável pelas disciplinas Laboratórios de Textos Jornalísticos e Jornal Laboratório ministradas na Escola de Comunicação, onde também atuou como coordenador do Núcleo de Imprensa, até se aposentar em 2010. Antes disso, em 2004, montou e tornou-se diretor-geral da Rio TV Câmara, a televisão legislativa da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, transmitida por cabo, onde exerceu a criação e orientação de formato dos produtos exibidos até maio de 2011.
 
É coautor, com Márcio Bueno, do livro Datas e Fatos (Casa do Vídeo, 2001). Com o vídeo-documentário A Vila que Virou Esperança – feito a partir de reportagens do Espaço Comunitário, da TVE –, ganhou o Prêmio Especial do Júri do FestRio 1986.
 
Segue em 2015 como Diretor Geral e Apresentador na empresa Tome Ciência e Diretor executivo na empresa Casa do Vídeo. No comando desde 1987, o programa teve breve interrupção em 1990 e retorno em maio de 2004, com a participação da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Nova série de programas, com apoio da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - Faperj - passou a ser exibida também pela internet e através de uma rede de televisões universitárias e legislativas.
 
 
 
 
 
Atualizado em maio/2015 - Portal dos Jornalistas 
Fonte:
Informações anteriores fornecidas pelo jornalista.

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)