APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Antonio Aguillar

Antonio Aguillar

Trabalha no rádio desde os anos 1960. Comandou o programa Ritmos para a Juventude, na rádio Nacional. Atuou, também, como repórter fotográfico de O Estado de S.Paulo

Antonio Aguillar nasceu em 18 de outubro de 1929, em São José do Rio Preto (SP). Aprendeu a fotografar e trabalhar fotografias no estúdio Irmãos Demonte, na cidade natal.

Foi como fotógrafo que se iniciou na profissão, em 1949. Conduzindo uma câmara de fole 6x9, fazia fotos como freelancer para jornais e revistas da capital paulista. Em 1950, já com uma Speed Graphic à tiracolo, foi contratado pelo jornal O Estado de S.Paulo como repórter fotográfico. Viajou pelo Brasil ilustrando matérias para o Suplemento Agrícola do jornal, mas outro ponto forte seu eram os retratos de personalidades para o Suplemento Feminino e as reportagens de rua.

Deixou o jornal em 1960, pois queria trabalhar no rádio e na televisão. Começou pela rádio Nove de Julho, onde foi diretor do departamento de jornalismo da emissora da Cúria metropolitana. Um ano depois, passou a atuar como locutor comercial na rádio Excelsior.

Foi na rádio Nacional, porém, que seu nome passou para a história da música brasileira. Apresentador do Ritmos para a Juventude, lançou no programa diversas bandas que fizeram muito sucesso no período, como The Jordans, The Jet Blacks, The Clevers (depois, Os Incríveis), The Flyers, além de diversos cantores e vocalistas, como Sérgio Reis, Os Vips, Dick Danello, Tony Bizarro, Jean Carlo, René Dantas e George Freedman. Ofereceu a Roberto Carlos a chance de desenvolver uma carreira em São Paulo. Chegou, na época, a ser empresário de alguns artistas.

Trabalhou durante 20 anos no Sistema Globo, incluindo rádio e televisão, como repórter e comunicador. Aposentou-se em 1981, mas continuou trabalhando nas rádios de São José do Rio Preto: Independência, Onda Nova, Stereo Show e Centro América. Em 1991, foi para Santos (SP), onde atuou na rádio Tribuna e, depois, assumiu o cargo de diretor artístico da rádio Clube. Trabalhou ainda na Cultura AM, onde produziu o Show de Rádio, programa apresentado por Luiz Lombardi Neto (1940-2009).

Em julho do ano 2000, foi autorizado pela diretoria do jornal O Estado de S.Paulo a pesquisar e organizar uma exposição de fotografias em preto e branco feitas no período em que trabalhou no jornal. Montada em janeiro de 2001, no anexo do restaurante do prédio do Estadão, a exposição foi remontada depois, entre outros locais, no Espaço Cultural Vladimir Herzog do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, no Serviço Social do Comércio (Sesc) de Santos, no Conjunto Nacional e nas dependências da Estação Sé do Metrô.

Apresenta, aos domingos, o programa Festa de Arromba na rádio Capital AM.

Em 2009, recebeu o título de Cidadão Paulistano, concedido pela Câmara Municipal de São Paulo. Lançou o livro Histórias da Jovem Guarda (Globo, 2005), escrito em coautoria com sua filha Débora Aguillar e com Paulo Cesar Ribeiro



Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)