APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Antonio Brasil

Antonio Brasil

Participou do início dos programas Globo Repórter e Fantástico da Rede Globo. Criou o projeto da primeira emissora universitária online do País, a TV Uerj. É professor dos cursos de Graduação e Pós-graduação em Jornalismo da Ufsc e colaborador do site Observatório da Imprensa

Antonio Cláudio Brasil Gonçalves nasceu em Niterói (RJ), no dia 17 de junho de 1954. É graduado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ), em 1981. Tronou-se mestre em Antropologia Social pela London School of Economics (Inglaterra), em 1982,  e doutor em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj), em 2003. Fez pós-doutorado em Novas Tecnologias pela Rutgers, The State University of New Jersey (EUA), em 2005, e em Antropologia Social, novamente pela Ufrj, em 2009.
 
Começou a carreira em 1973, trabalhando como assistente de câmera, cinegrafista, técnico, produtor e editor de imagens na Rede Globo. Já como repórter cinematográfico, participou do início de diversos projetos da emissora, entre eles os programas Globo Repórter, em 1973, e Fantástico, em 1974. Fez parte da primeira equipe de jornalistas a serem correspondentes internacionais da Globo, baseada na sucursal de Londres da emissora, em 1976. Participou de coberturas na Europa, Oriente Médio e Ásia.
 
De volta ao Brasil, nos anos 90, criou o seu próprio birô de vídeos, a Rio Cine Vídeo Produções (RCN). Através dela, participou – “muito discretamente”, segundo ele – da produção do documentário Muito Além do Cidadão Kane, de Simon Hartog (1942-1992), para a BBC Channel Four (Inglaterra) , que a Rede Globo conseguiu proibir de ser exibido no País por utilizar imagens sem consentimento da emissora. Foi correspondente, chefe do bureau no Brasil da UPITN e WTN, Worldwide TV News, agência internacional de notícias para TV, de 1982 a 1983. Trabalhou como produtor de notícias e documentários para inúmeras redes de TV como a ABC News, CBS, CTV, RAI entre outras. Em 1997, prestou consultoria à Petrobras para a implantação do jornal interno da empresa. Manteve uma coluna semanal de Televisão no portal Comunique-se, e escreve regularmente artigos sobre telejornalismo no site Observatório da Imprensa.
 
Na área acadêmica, criou o projeto TV do Poste na Universidade Estácio de Sá em meados dos anos 1990, premiado pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom). É, também, o fundador da TV Uerj, a primeira televisão universitária online do Brasil, que rendeu ao Instituto de Comunicação da instituição o prêmio internacional TopCom Awards 2002 e o Prêmio Luiz Beltrão 2002 para Grupo Inovador, oferecido pela Intercom.
 
Foi professor assistente da PUC/RJ, em 1993, da Universidade Estácio de Sá (Unesa/RJ), entre 1994 e 2000, da Universidade Veiga de Almeida (UVA/RJ), de 1998 a 2002, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj/RJ) e da UniCarioca, de 2001 a 2002. Atuou como professor colaborador na Ar Comunicação, em 1994. Foi professor do Departamento de Jornalismo da Faculdade de Comunicação Social da Uerj, entre o ano 1998 e 2010, professor visitante do Departamento de Jornalismo e Estudos de Mídia da Escola de Comunicação e pesquisador do Instituto de Jornalismo da Rutgers, entre 2003 e 2005, e professor das Faculdades Ccaa, de 2006 a 2010. A partir de 2006, assumiu a coordenação acadêmica do Instituto de Estudos de Televisão (Ietv).
 
Mora em Florianópolis (SC) desde 2010, onde é professor dos cursos de Graduação e Pós-graduação em Jornalismo do Departamento de Jornalismo do Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc). Além disso, prestou consultoria à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), de 2007 a 2008. É membro do corpo editorial dos Cadernos de Televisão, desde 2007, da revista Documenta, desde 2008, e da Editora Buqui, desde 2012, além de revisor da revista InCID, também a partir de 2012.
 
É membro da Sociedade Brasileira de Pesquisadores de Jornalismo (SBPJor), do Grupo de Estudos Interinstitucional em Telejornalismo (GipTele) – um convênio da Ufsc com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) –, do Grupo de Pesquisa em Comunicação e Tecnologias Digitais (Comtec) do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Faculdade de Comunicação Multimídia da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp), da Intercom e do Fórum de Professores de Jornalismo (Fnpj).
 
Faz palestras na área da ética jornalística, sendo conhecido por propor a criação de um banco público virtual de imagens de telejornais, por condenar o uso da câmera oculta e por difundir a ideia da guerrilha tecnológica. Venceu o Festival de Cinema de Nova York 1994, na categoria Documentário Internacional. Em 2005, recebeu o Distinguished Teaching Award, prêmio pela excelência no ensino concedido pela Rutgers. Tirou, em 2012, o primeiro lugar no 8° Concurso Universitário de Jornalismo CNN 2012, na categoria Professor Orientador.
 
É autor dos livros Telejornalismo Online em Debate (e-Papers, 2002), Telejornalismo, Internet e Guerrilha Tecnológica (Ciência Moderna, 2002), A Revolução das Imagens: Uma Nova Proposta Para o Telejornalismo na Era Digital (Ciência Moderna, 2005), Antimanual de Jornalismo e Comunicação: Ensaios Críticos Sobre Jornalismo, Televisão e Novas Tecnologias (Senac/SP, 2007) e Telejornalismo Imaginário: Memórias, Estudos e Reflexões Sobre o Papel da Imagem nos Noticiários de TV (Insular, 2012).
 
Participou, ainda, das obras: Model Curricular for Journalism Education – Unesco Series On Journalism Education (Unesco, 2007); Pesquisa em Telejornalismo: Resultados e Experiências (Feevale, 2011), organizado por Cárlida Emerim; Reportagem, Pesquisa e Investigação (Insular, 2012), organizado por Rogério Christofoleti e Samuel Lima; Ciber Mídias: Extensões Comunicativas, Expansões Humanas (Buqui, 2012), organizado por Sebastião Squirra, e Paradigmas Brasileiros em Ciências da Comunicação (Intercom, 2012), organizado por José Marques de Melo, Rosa Maria Dalla Costa e Jovina Fonseca.
 
 
Atualizado em fevereiro de 2012 - Portal dos Jornalistas
Fontes:
 

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)