APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Aziz Ahmed

Aziz Ahmed

O mais longevo colunista do país – provavelmente - acumula 50 anos de militância ininterrupta no jornalismo. Assinou a coluna Confidencial, do Jornal do Commercio, e é professor de Jornalismo na UniverCidade.

Aziz Ahmed nasceu em 26 de setembro de 1938, no Rio de Janeiro. Cursou dois anos de Medicina na Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, mas trancou a matrícula para começar a trabalhar no Correio da Manhã, em 1960, como repórter e editor da coluna “Gerico”, que nas décadas de 1950 e 1960 se consagrou como o mais importante espaço de prestação de serviços da imprensa brasileira. O “Sr. Gerico” solucionou uma quantidade enorme de queixas da população. Lá ficou até 1965, quando foi ser repórter no jornal O Globo. Também foi chefe de equipe e, em 1969, assumiu a chefia de reportagem do jornal carioca.

Em 1972, voltou a trabalhar no Correio da Manhã e na Última Hora, que eram editados pela mesma empresa. Foi chefe de reportagem até que, com a aquisição da Última Hora por Ary Carvalho, passou a atuar só na Última Hora: chefe de reportagem, editor de economia, editor-geral e diretor da sucursal de Brasília.

No ano de 1979 deixou a Última Hora e foi para o Jornal do Commercio, onde trabalhou como editor-chefe e, depois, diretor-editor. E lá continua até hoje, acumulando as funções de colunista (Confidencial), editor Rio e interveniente da parceria do JC com a UniverCidade na produção, pelos alunos do 8º período do Curso de Jornalismo, de uma página semanal denominada Laboratório de Imprensa. Deixou o cargo de diretor-editor do JC para poder associar-se ao seu irmão Alberto, em 1994, como diretor-sócio do jornal O Povo.

Já foi jurado do Prêmio Esso de Jornalismo em quatro oportunidades. Paralelamente, exerceu alguns cargos públicos, como: secretário-geral da Junta Comercial do Estado, chefe da Comunicação Social da Prefeitura do Rio de Janeiro (gestão Jamil Haddad), vice-presidente do Conselho de Contribuintes do Município do Rio de Janeiro (gestão Marcello Alencar), assessor de imprensa dos festivais internacionais da Canção (com Augusto Marzagão), assessor de imprensa dos Ministérios da Agricultura (gestão Ney Braga), da Previdência Social (ministro Nascimento e Silva) e vogal representante do Estado na Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro nos governos Brizola, Marcello Alencar e Garotinho.

Escreveu, em parceria com João Luiz Moraes, pai de Sônia Angel, o livro “O calvário de Sônia Angel” (1994), e o prefácio do “Alcorão”, traduzido por Mansour Challita.

Foi eleito diversas vezes membro da Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Hoje, é um dos membros do Conselho Consultivo. Também é professor do Curso de Jornalismo da UniverCidade há 12 anos.

 

Aziz deixou o Jornal do Commercio em janeiro de 2013, depois de 32 anos de atuação no veículo.

 

 

 

 

Atualizado em Janeiro/2013 - Portal dos Jornalistas


J&Cia - Edição 880

 

Informações fornecidas pelo próprio jornalista.

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)