APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Carlos Alberto Sardenberg

Carlos Alberto Sardenberg

É comentarista econômico da TV Globo, âncora da rádio CBN e comentarista e analista de notícias econômicas no portal do jornal O Globo, na Globo News e no seu portal oficial. É um dos +Admirados Jornalistas Brasileiros e um dos +Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças do Brasil, segundo apuração da J&Cia/Maxpress, e está na Galeria Mestres do Jornalismo do Prêmio Comunique-se.

Carlos Alberto Sardenberg nasceu em São Paulo (SP), no dia 25 de abril de 1947. Estudou Filosofia na Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo (Fflch-USP), num período de grande turbulência na política brasileira, entre 1968 e 1969, curso que não concluiu. Na época, por sugestão de um jornalista amigo de seu pai, foi trabalhar no jornal O Estado de S.Paulo (SP).
 
Antes de optar pelo Jornalismo Econômico, a partir de meados dos anos 1980, passou por diversas editorias: Geral, Esportes, Internacional e Política. Tem experiência como repórter, redator e editor. Teve passagens pelas redações dos jornais O Estado de S.Paulo, Jornal do Brasil (RJ), Folha de S.Paulo (SP) e Gazeta Mercantil (SP), além das revistas Veja (SP), IstoÉ (SP) e Cardnews (SP). Colaborou com os jornais alternativos, especialmente Movimento (SP) e Coojornal (RS). Na TV, foi comentarista de Economia e apresentador do programa de entrevistas Roda Viva, ambos pela TV Cultura (SP), e diretor de Jornalismo da Rede Bandeirantes (SP).
 
Tem atuado preponderantemente em São Paulo, mas trabalhou durante seis anos em Brasília e realizou coberturas no exterior. De 1985 a 1987, foi coordenador de Comunicação Social do Ministério do Planejamento (na gestão de João Sayad), ocasião em que participou do lançamento e divulgação do Plano Cruzado. Trabalhou também na área econômica do Governo do Estado de São Paulo, na gestão de André Franco Montoro (1916-1999), entre 1983 e 1987. De 1987 a 1988 foi assessor da Reitoria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp/SP), ocasião em que trabalhou na definição de cursos de pós-graduação em Jornalismo.
 
Foi apresentador do telejornal da Gazeta Mercantil. Entre outras atividades que já exerceu estão a de titular da coluna Informe Econômico do Jornal do Brasil e a de diretor da Sucursal do mesmo matutino em São Paulo. Deixou O Estado de S.Paulo em agosto de 2012, após 14 anos como colunista.  Assinou, ainda, o blog Tudo que você precisa saber sobre Economia, no portal G1 (RJ).
 
É âncora do programa CBN Brasil, veiculado de segunda a sexta-feira pela rádio CBN em rede nacional, e comentarista econômico dos programas noticiosos da CBN, do Jornal das Dez, da GloboNews (RJ) - onde já atuou como apresentador -, e do Jornal da Globo, da TV Globo. Escreve uma coluna às quintas-feiras no jornal O Glob (RJ)o. É palestrante na área de Política e Política Econômica (Conjuntura, Cenário Nacional e Internacional, Perspectivas Políticas e Econômicas). Mantém, desde março de 2001, na web o site Carlos Alberto Sardenberg, com informações e comentários econômicos.
 
Em agosto de 2014, teve seu perfil público no Wikipedia – junto com o de Míriam Leitão – fraudado por um funcionário público federal da Assessoria Parlamentar do Ministério do Planejamento, que agiu visando, sem sucesso, causar dano à reputação dos jornalistas, no primeiro caso deste tipo ocorrido em território brasileiro. Festejou, no dia 1º de outubro de 2015, data que também marcou o 24º aniversário da rádio CBN, os 15 anos à frente do CBN Brasil com um programa especial, com plateia, no grande auditório do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Dividiu o palco com parte do time de comentaristas da emissora – Míriam Leitão, Merval Pereira, Mara LuquetDaniela Braun e Leny Kyrillos –, numa conversa sobre Economia, Política, Tecnologia e Finanças com debates e análises, descontração e bom humor.
 
Publicou diversos livros: Trotsky: 1879-1940 (Três, 1973); Kruschev: 1894-1971 (Três, 1974); Aventura e Agonia nos Bastidores do Cruzado (Companhia das Letras, 1987), com ilustrações de Chico Caruso – uma reportagem sobre a criação, preparação e lançamento do Plano Cruzado, a primeira tentativa de reforma monetária no Brasil, que esteve na lista dos dez mais vendidos na revista Veja; Jogo Aberto: Entrevistas com Bresser Pereira (Brasiliense, 1989); O Assunto é Dinheiro (Saraiva, 2006), com Mara Luquet; O Assunto é Vinho (Saraiva, 2007), com Renato Machado; O Assunto é Tecnologia (Saraiva, 2007), com Daniela Braun; Neoliberal, Não. Liberal (Globo, 2008), e O Assunto é Bolsa: Um Guia para Relações com Investidores (Saraiva, 2010), novamente com Mara Luquet.
 
É um dos grandes vitoriosos do Prêmio Comunique-se: em 2005, venceu como Apresentador/Âncora de Rádio; em 2013, como Apresentador/Âncora de Rádio, Jornalista de Economia/Mídia Eletrônica e Jornalista de Economia/Mídia Impressa, e em 2015, como Âncora de Rádio e Jornalista de Economia/Mídia Falada. Está na Galeria Mestres do Jornalismo da premiação, na categoria Economia/Mídia Escrita.
 
Conquistou, ainda o Prêmio Abril de Reportagem 1979, na categoria Jornalistas Econômicos. Em setembro de 2014 foi eleito entre os Top 10 dos +Admirados Jornalistas Brasileiros, segundo apuração do J&Cia com o apoio da MaxPress. Reeleito em 2015, conquistou o Top 50 e ficou entre os Top 10 da Regional Sudeste. Ficou, ainda, em segundo lugar entre os +Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças do Brasil 2016.
 
 
Atualizado em novembro de 2016
 
Fontes:
Jornalistas&Cia - Edição 859
Jornalistas&Cia - Edição 1028
Informações da assessoria de imprensa da rádio CBN - Set/2015

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)