APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Carmo Chagas

Carmo Chagas

Sócio-Proprietário da Textual Produção Editorial, trabalha com autonomia em seus projetos jornalísticos e literários. Fez parte das equipes que lançaram o Jornal da Tarde e a revista Veja

Carmo Chagas nasceu em 6 de julho de 1941, em Inhapim (MG). É formado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (Ufmg), de Belo Horizonte (MG), em 1965.
 
Começou no Jornalismo antes de formar-se, como repórter na redação do Correio de Minas, em 1962. Passou depois pelo Diário de Minas, a revista Alterosa e a agência de Publicidade Denison. Concluídos os estudos, mudou-se para São Paulo em 1965, convidado a integrar a equipe que fundou o extinto Jornal da Tarde, comandada por Mino Carta. No vespertino, atuou como redator, subeditor e editor de Esportes.
 
Acompanhou Mino Carta quando este migrou para a Editora Abril, em 1968, para preparar o lançamento da revista semanal Veja. Na publicação, atuou como editor-assistente até 1970, editor de diferentes editorias – como Brasil, Artes & Espetáculos e Geral – até 1976, e redator-chefe até 1980. Ainda na Abril, foi gerente-comercial e diretor-comercial da Divisão de Revistas Femininas e redator-chefe da revista Playboy.
 
Em 1984, atuou como editor de Política na revista Afinal. Trabalhou como asssessor de Imprensa de Antônio Ermírio de Morais entre março e novembro de 1986, quando o empresário foi candidato ao cargo de governador do Estado de São Paulo. Encerrado o pleito, assumiu a função de diretor-editorial da Nova Cultural, onde foi responsável pelo lançamento de diversos títulos, em fascículos, como Os Grandes Artistas, Os Grandes Líderes, Cozinha Passo a Passo, Patrimônios do Mundo, História do Pensamento, Conhecer Atual, Vida Selvagem e Guia de Armas de Guerra.
 
Em novembro de 1988, assumiu o cargo de editor-executivo de O Estado de S.Paulo, onde permaneceu até fevereiro de 1990.
 
Fundou, então a Textual Produção Editorial, empresa da qual é sócio-proprietário, buscando autonomia para poder dedicar-se ao Jornalismo e à Literatura. Realiza uma série de projetos para clientes como O Estado de S.Paulo, a Gazeta Mercantil e as editoras Abril, Globo, Azul, Best-Seller, Duetto-Segmento, Peixes e Prêmio Editorial. Além disso, trabalha com agências de Publicidade e empresas industriais e comerciais.
 
Paralelamente, de 1992 a 1998, foi diretor-geral do Escritório de Representação do Governo de Minas Gerais em São Paulo, cargo com status de secretário estadual. No mesmo período, trabalhou como editor-contribuinte da revista Gula e consultor da presidência da Associação Comercial de São Paulo.
 
Com sua assinatura, lançou os livros 3x30 Os Bastidores da Imprensa Brasileira (Best Seller, 1992), com José Maria Mayrink e Luiz Adolfo Pinheiro; Política: Arte de Minas (Carthago & Forte, 1994); Associação Comercial de São Paulo: Desde 1894 em Defesa da Livre Iniciativa (Acsp, 1997), com Caco de Paula e Regina Bernardi; Niasi: A Vida do Homem Que Realçou a Beleza da Mulher no Brasil (Textual, 1998); Vesgo: A Longa Jornada de Um Cão À Procura de Sua Dona (Best Seller, 1999); World Trade Center São Paulo 10 Anos: Centro de Convenções, Clube de Negócios, Decoração e Design Center, Gastronomia, Hotel, Tower (Prêmio, 2005); História da Embalagem no Brasil (Abre, 2006); Os Oliveira Costa de Taubaté (Empresa das Artes, 2008); Essas Gerais: Uma Viagem Fascinante Pela História da Indústria de Minas Gerais (Medialuna, 2009) e Feliz de Outro Jeito: Uma História de Sofrimento e Superação (Textual, 2011).
 
É pai da jornalista Carolina Chagas.
 
 
 
 
Atualizado em fevereiro de 2013 - Portal dos Jornalistas
Fontes:
 

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)