APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Carolina Chagas

Carolina Chagas

Trouxe de família a linguagem dos santos e da reza. Lançou sete livros de fé que trazem além da história, a oração de cada santo. Ficou famosa com feito prosaico e é a mais conhecida autora de biografias dos santos. Passou pela redação da Rede TV em São Paulo como editora-chefe do Good News e como repórter e editora na Abril, Folha e Estadão. Foi a fundadora do Último Segundo, do Portal iG. Foi diretora de Jornalismo da RedeTV no Rio, e desde abril de 2014 assumiu a função de editora da Unidade Trade, da Ediouro.

Carolina Chagas é mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP).

Escreveu livros que contam a história da vida dos santos mais populares no país. Levantou as padroeiras e padroeiros das principais cidades brasileiras e aqueles que tinham um número maior de devotos. Começou sua coleção em 2002 com O Livro das Graças, no qual abordou ainda a religiosidade. Foram mais de nove mil exemplares vendidos e está na terceira edição. A ideia surgiu em conjunto com a editora. E, de acordo com Carolina a primeira pergunta da editora foi se existiriam tantas Nossa(s) Senhora(s) para encher um livro.

De uma família católica do interior mineiro, ela conta que sempre conviveu com muita gente religiosa. Diz que “muitas histórias que me ajudaram nas pesquisas foram contadas pelas minhas tias”.

Trabalhou em O Estado de S.Paulo, Jornal da Tarde, Folha de S.Paulo, Editora Abril e Portal iG, o que não atrapalhou a trajetória na produção da bibliografia dos santos que iria visitar com os seus livros.

O Livro das Graças, que inauguraria a coleção dos livros santos, trouxe na edição o texto de Carolina acompanhado pelos relicários de Inés Zaragoza e as ilustrações da artista plástica Monica Schoenacker. Apresentou breves histórias dos principais santos venerados no Brasil as simpatias e preces para pedir graças a cada um deles. Participaram do tema santo Antônio, madre Paulina, Nossa Senhora do Carmo, Nossa Senhora Desatadora de Nós e muitos outros. A edição esgotou e nova reimpressão foi lançada em 2006 para atender a procura dos devotos e antecedendo a terceira publicação.

O Nossa Senhora!, lançou em 2006, o livro era uma compilação de fé na mãe de Jesus. Apresentou histórias sobre as mais importantes figuras femininas da Igreja Católica. Na abordagem da história de Maria revela fatos curiosos e miraculosos da fé que resultaram em novos nomes atribuídos à Virgem. Conta ainda a trajetória da religião no Brasil, como o maior país católico do mundo sob ângulo da mãe de Jesus. Seguindo a segundo a sabedoria popular, os casos graças obtidas vêm acompanhados das orações de cada uma das mães eleitas pela fé, sob diversos nomes.

Frei Galvão lançado em primeira edição, em 2007, discorreu sobre a vida, os milagres e as pílulas milagrosas do primeiro santo brasileiro. Veio com as fotos de Roberta Dabdab, apresentando as imagens da trajetória e saga do frei. Destacou a importância que o santo obteve na fé da população ao contar que um terço da população de São Paulo foi ao seu velório.

Também em primeira edição e em 2007 lançou o livro Nossa Senhora Aparecida, mais um livro da série. Ricamente ilustrado, o novo título traz a história da santa, seus principais milagres, a construção das igrejas em sua homenagem e as orações e canções mais usadas pelos devotos.

O novo livro lançado em 2007 veio com Santo Antônio no altar de Carolina Chagas trazendo a história comovente do mártir que ganhou a fama de santo casamenteiro e se tornou uma das figuras mais populares da Igreja Católica em todo o mundo. Milhares de fiéis compraram o livro que acabou saindo do catálogo da editora.

Ainda em 2007 emplacou o Santo Expedito das causas urgentes e padroeiro dos estudantes, dos militares e dos viajantes. Na capa o santo aparece vestido de guerreiro confirmando a sua vocação de luta em favor dos devotos. Expedito era soldado romano e nasceu na atual Turquia. Trata da sua conversão e seu martírio. Na urgência das causas do dia a dia, o santo conquistou mais e mais admiradores no Brasil, a edição, porém também acabou fora de catálogo pela editora.

Em 2008, dedicou O Livro dos Santos com os 100 santos mais populares do Brasil. Além da imagem da face de cada um deles e o dia que devem ser comemorados, a oração acompanha e mostra um modelo de falar com cada santo. Passou a ser referência na religião católica e tem a edição esgotada.

Carolina confessa que não é católica praticante, mas confirma que tem muita fé. "Rezo sempre, agradeço muito aos santos. Sou devota absoluta de são José. Eu faço promessa para tudo”. Além do pai de Jesus tem devoção por são Longuinho e Nossa Senhora Desatadora dos Nós. E completa “E sempre fico muito grata a eles pela graças obtidas”. Todos os livros foram publicados pela editora Publifolha.

Como coautora do Escoffianas Brasileiras com Alex Atala, participa do livro que divide o pecado da gula, em três partes: aprendizado, sonho e realidade. Retrata as emoções do longo caminho que Alex Atala percorreu para ser o Chef nº 1 do Brasil e um nome sagrado da gastronomia brasileira.

Carolina tem talento no DNA, já que é filha do Carmo Chagas aquele mineiro que, junto com outros mineiros, fundaram o jornal mais interessante dos últimos 500 anos: o Jornal da Tarde (Grupo Estado, descontinuado em 2 de novembro de 2012). Trouxe no tema da sua dissertação de mestrado na PUC/SP Otto Lara Resende (1922-1992), outra fera do Jornalismo, que se tornou seu padrinho.

A ida de Carolina Chagas para a Direção de Jornalismo da RedeTV no Rio aconteceu em fevereiro de 2013. Carolina estava na sede da emissora em São Paulo havia dois anos, como gerente de Planejamento e editora-chefe do Good News, programa semanal com foco em sustentabilidade.

Ainda como editora de planejamento e novos projetos da Rede TV! Em São Paulo, Carolina Chagas apresentou as experiências da emissora no Congresso Mega Brasil de Comunicação 2011. A emissora é considerada uma das pioneiras da TV aberta brasileira na questão de utilizar conteúdos oriundos da Internet de pautar a produção de conteúdos para os programas jornalísticos e de variedades da empresa a partir das redes sociais.

No Rio a partir de fevereiro de 2013 respondeu pelo telejornal local RJ Notícias e por participações em rede com boletins para Se liga Brasil, RedeTV News e 90 Segundos

Desde abril de 2014 assumiu a função de editora da Unidade Trade, da Ediouro.

 

 

 

Atualizado em junho/2015 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

http://www.publishnews.com.br/telas/noticias/detalhes.aspx?id=76730

Jornalistas&Cia – Edição 885

http://www.jornaldacomunicacao.com.br/audios1_1024_2_congresso11.asp

http://www.terra.com.br/istoegente/376/diversao_arte/livros_ping_carolina_chagas.htm

http://publifolha.folha.com.br/catalogo/autores/415

http://portalimprensa.uol.com.br/colunistas/colunas/2007/12/08/imprensa126.shtml

 

 

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)