APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Christian Morais

Christian Morais

Atuou por muitos anos como repórter e chefe de redação da Revista de Comunicação. Trabalhou também na preparação de originais e como redator da Editora Leviatã e de seu jornal cultural homônimo, além de ter adquirido experiência como jornalista da área sindical. Na Câmara dos Deputados, onde trabalha desde 1998, já foi repórter, editor, assessor de imprensa da presidência, e coordenador de Jornalismo. Recentemente, foi convidado a assumir a chefia de reportagem da Rádio Câmara.

N’Diaye Christian Escot Morais nasceu no Rio de Janeiro, em 02/8/1964. O nome estrangeiro – derivado do idioma wolof, falado no norte da África – tem origem no pai senegalês, e pronuncia-se “nidiáie”. Mas ele prefere mesmo ser chamado de Christian. Formado em 1990, pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), começou a carreira ainda na faculdade, redigindo para um informativo da associação de docentes. Antes, porém, por volta do fim dos anos 80, enquanto atuava como documentalista e assessor da biblioteca da ONG Iser (Instituto de Estudos da Religião), foi revisor e redator das primeiras edições do jornal Vermelho e Branco, editado por Newton Carlos, publicação que buscava analisar os rumos do socialismo a partir da Perestroika e da queda do Muro de Berlim.

Em 1991, começou a trabalhar na Revista de Comunicação, voltada para estudantes de Comunicação Social. Na publicação, fundada e editada por Alfredo de Belmont Pessoa e pelo mítico repórter Mário de Moraes, Christian iniciou como repórter free-lancer, passou a repórter especial, e, mais tarde, tornou-se chefe de Redação. Entre idas e vindas, permaneceu por lá até 1997.

Na mesma época, começou a atuar na Editora Leviatã, como repórter e redator do jornal cultural homônimo. Na editora, trabalhou como preparador de originais e revisor. Em 1993, voltou ao jornalismo sindical, como assessor e repórter do jornal da Associação dos Engenheiros Ferroviários. Continuou, porém, como free lancer na editora e na revista, e ainda como redator da agência Conceito Comunicação e correspondente no Rio de Janeiro da ONG gaúcha Centro das Culturas Negras, uma organização de combate ao racismo para a qual fez entrevistas com personalidades negras. No fim de 1997, rumou para o marketing da Brasil Seguridade, subsidiária do Banco do Brasil para as áreas de seguro e capitalização, onde foi editor do house-organ Poranduba.

No mesmo ano, prestou concurso para a área de Comunicação Social do Senado, mas foi chamado para a Câmara dos Deputados. Mudou-se para Brasília em 1998 – cidade em que, paralelamente, retornou ao jornalismo sindical, atuando no Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita (Unafisco). Na Câmara, começou como repórter do jornal institucional, cargo que desempenhou até 2003, até ser convidado para a assessoria de imprensa da presidência da instituição. No ano seguinte, voltou ao jornal, como editor-assistente. Em 2005, migrou para a Coordenação de Jornalismo, órgão de articulação jornalística dos veículos da Câmara. Atuou três anos como coordenador-adjunto, até assumir o cargo principal em setembro de 2008. Em dezembro de 2011, irá se transferir para a Rádio Câmara, para ocupar uma das chefias de reportagem da emissora.

Sempre pensou fazer Cinema, optou pelo Jornalismo para atuar na área Cultural, mas acabou trabalhando com Política. Adora redigir, passaria a vida pesquisando, escrevendo e revisando originais. Mas sua grande paixão é o futebol, se auto define como flamenguista, carioca e brasileiro. Nessa ordem.

 

Atualizado em novembro/2011 - Portal dos Jornalistas/ Brasília

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)