APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Christiano Nygaard

Christiano Nygaard

Diretor de Mercado Leitor e Operações do Grupo Estado, atuou por mais de 20 anos no Grupo RBS, onde, entre os vários cargos que ocupou, foi, até julho de 2012, diretor de Operações da rede que congrega oito jornais

Christiano Nygaard nasceu em 30 de março de 1948. Tinha em torno de 14 anos quando começou a trabalhar como balconista, tirando notas fiscais, operando o caixa e entregando mercadorias na casa dos clientes. Apaixonado por carros, acabou optando por cursar Engenharia Mecânica na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs/RS), onde se formou em 1974. 

Devido a afinidade com mecânica fez alguns estágios na indústria automotiva. Um deles foi na Albarus Indústria e Comércio de Auto Peças, em 1969, seu primeiro contato com a Engenharia Mecânica. Dois anos depois, quando acabou o estágio, foi trabalhar no Estaleiro Só. Começou como estagiário e depois foi efetivado, e ali ficou por quatro anos.

Em 1975, Christiano recebeu o convite para trabalhar como gerente industrial na Companhia Jornalística Caldas Júnior, na época editora dos jornais Correio do Povo, Folha da Tarde e Folha da Manhã. Foi na Caldas Júnior que começou na área de mídia impressa. Trabalhou na oficina mecânica, controlando motoristas, depois na parte de distribuição de jornais, e na área de circulação. Foram oito anos de dedicação e algum tempo depois assumiu a área de assistência técnica da concessionária Gaúcha Car.

Retornou para a Caldas Júnior, fazendo parte da equipe que fez o relançamento do jornal Correio do Povo. Após um ano, foi convidado por Marcos Dvoskin para integrar o Grupo RBS; na época, eram apenas dois jornais, o Zero Hora e o Diário Catarinense.

Teve a oportunidade de fazer projetos novos e participar de novos empreendimentos, como o Diário Gaúcho, o Diário de Santa Maria e a A Hora, além de algumas aquisições, como as dos jornais Pioneiro, Jornal de Santa Catarina e A Notícia. Como diretor do grupo RBS chegou a comandar os oito jornais que passaram a fazer da empresa.

Um dos grandes desafios de sua carreira aconteceu com o lançamento do Diário Gaúcho. O objetivo era lançar um jornal popular, que ocupasse um espaço existente no mercado editorial gaúcho. O Grupo RBS tinha um plano de negócios que sinalizava uma tiragem entre 60 mil e 65 mil exemplares. Após algum tempo o jornal encontrou o seu patamar de circulação, surpreendentes 220 mil exemplares.

Depois mais de 20 anos no Grupo RBS, assumiu em 25 de julho de 2012 o cargo de Diretor de Mercado Leitor e Operações do Grupo Estado, em São Paulo (SP).

Considera a prática de esportes uma parte importante na sua vida. O envolvimento com rallys começou em 1967 quando formou, junto com outros participantes, o Clube Porto Alegre de Rallye (CPR). Participou ativamente das provas do campeonato gaúcho e brasileiro, com algumas experiências também no exterior. Resolveu parar com as competições em 2006, um pouco em função da idade, mas também pela falta de tempo.


Atualizado em Agosto/2012 - Portal dos Jornalistas
Fontes:
Jornalistas&Cia, ed.856

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)