APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Daniel Pellizzari

Daniel Pellizzari

Escritor e tradutor literário, escreve sobre games às segundas, mensalmente, no caderno 'Tec', e às quartas, mensalmente, no site. Ambos do jornal Folha de SP. Lançou vários livros, entre eles: ‘Digam a Satã que o recado foi entendido’.

Daniel Pellizzari nasceu em Manaus/Amazonas, em 1974, e é escritor, tradutor e editor. Durante o ano de 1996, estudou Criação Literária com Luiz Antonio de Assis Brasil.

Começou a publicar seus textos em antologias, no início da década de 1990. A partir de 1995 passou a publicar seus trabalhos online. Em Porto Alegre, fundou com os amigos Daniel Galera e Guilherme Pilla a Livros do Mal, editora por onde publicou seus primeiros volumes de contos.

A primeira publicação (impressa) foi o Ovelhas que voam se perdem no céu (2001) seguida pelo O livro das cousas que acontecem (2002). Publicou também o seu primeiro romance Dedo negro com unha (DBA, 2005).

Entre 1998 e 2001 fez parte do staff do hoje extinto fanzine digital CardosOnline. Por sua editora, lançou autores como Daniel Galera, Joca Reiners Terron, Paulo Scott e Marcelo Benvenutti.

Traduziu obras de autores entre eles William Burroughs, Irvine Welsh, Hunter S. Thompson, David Mitchell, David Foster Wallace, Neil Gaiman.

Em dezembro de 2012 lançou o e-book Melhor seria nunca ter existido (Livros do Mal 2.0), uma antologia contendo dezoito textos escritos entre 1996 e 2003, que reúne contos dos seus dois primeiros livros Ovelhas que voam se perdem no céu (2001). O livro está disponível no site de Daniel em formato de e-book, gratuito e sem DRM.

No mesmo ano ele participou da coletânea Os Melhores Escritores Não Traduzidos, da conceituada revista Granta. Seu perfil foi traçado pelo também escritor gaúcho Michel Laub.

Seu último livro é Digam a Satã que o recado foi entendido, Companhia das Letras, 2013. O romance faz parte do projeto Amores Expressos, realizado pela RT Features e pela Companhia das Letras.

Pellizzari também escreve sobre games no caderno Tec da Folha de São Paulo, além de assinar uma coluna sobre temas variados no blog do Instituto Moreira Salles. Desde 2007 assina também o blog e o site cabrapreta.org

A bibliografia dos livros publicados por Daniel pode ser vista na Linha do Tempo deste de perfil.

Daniel está preparando um novo título, o romance:  Ser elogiado, não ser criticado, ganhar, não perder, ser feliz, não ser infeliz, ser reconhecido, não ser ignorado, que tem previsão de término para 2016. O título Água peluda, em HQ, está com o roteiro concluído, o desenvolvimento da arte em progresso por Rafael Grampá, em 2013, e com a publicação a ser confirmada pela Furry water/Dark Horse Comics.

 

 

 

Atualizado em setembro/2013 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

http://www.cabrapreta.org/

http://busca.livrariacultura.com.br/?termo=Digam%20a%20Sat%E3%20que%20o%20recado%20foi%20entendido&filtro19=1

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2013/07/1317377-sata-faz-de-daniel-pellizzari-um-escritor-irlandes.shtml

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)