APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Déa Januzzi

Déa Januzzi

Repórter Especial do caderno Bem Viver do Jornal Estado de Minas. Atuou em diversos trabalhos na área de responsabilidade social. Durante a carreira, foi agraciada com prêmios de destaque. É autora do livro Coração de Mãe e assina todo domingo uma coluna de mesmo nome.

Déa Lúcia Januzzi nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 09 de julho de 1952. Estudou Comunicação Social na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Toda a sua carreira profissional foi construída dentro do Jornal Estado de Minas, onde entrou logo após a formatura, em 1974, como revisora. Posteriormente, fez algumas substituições na editoria de Gerais. Nessa época, chegou a atuar paralelamente como Assessora de Imprensa na Assembléia Legislativa de Minas Gerais e na Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Em 1978, foi repórter do caderno Feminino durante seis meses, quando, então, foi transferida para a editoria de Gerais, onde assumiu, primeiramente, a função de repórter. Alguns anos mais tarde, foi promovida à Subeditora. 

Permaneceu no Gerais durante 25 anos, e, durante esse tempo, conquistou o Prêmio Esso de 1999, com a matéria “Criança no lixo, nunca mais”, produzida com toda a equipe do caderno.

Em 1985, quando ainda escrevia para o caderno feminino, foi agraciada com o Prêmio da Federação do Comércio, com uma série de matérias sobre a questão do aborto.

No início de 2002, ajudou o jornal na criação do caderno Bem Viver, onde, desde então, exerce a função de Repórter Especial.  

Autora do livro Coração de Mãe, lançado pela Editora Leitura em 2003, assina todo domingo uma coluna com o mesmo nome, um espaço onde escreve sobre os vários aspectos da maternidade.

Atuou em diversos trabalhos na área de responsabilidade social. Em suas matérias, sempre buscou dar um foco mais humano. Grande parte de suas produções abordam temas sobre crianças e adolescentes em situação de risco. Muitas delas contribuíram, posteriormente, na elaboração do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Dentre as coberturas que marcaram a carreira, destacam- se: o III Encontro Nacional dos Estudantes, em 1977, em plena Ditadura; e uma série de reportagens sobre adoção internacional, em que ela viajou para a Itália para apurar a situação das crianças mineiras adotadas por italianos (2002).

Déa também fez muitos trabalhos para a Editora Abril, produzindo matérias para as revistas Cláudia, Marie Claire, Veja e Contigo.

 

 

Atualizado em 10 de fevereiro de 2012 - Portal dos Jornalistas/MG

Fonte: Informações fornecidas pela própria jornalista.

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)