APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Diogo Schelp

Diogo Schelp

Editor Executivo de Veja, passou por Quatro Rodas e DCI. É coautor de livro 'No Teto do Mundo' sobre alpinismo no Monte Everest e em 2016 lançou o 'Correspondente de guerra: os perigos da profissão que se tornou alvo de terroristas e exércitos'. Apresenta o programa 'Mundo Livre', no site de Veja, sobre política internacional. Assina o blog 'A boa e velha reportagem' também no site da Veja.

Diogo Xavier Schelp nasceu em Santa Maria/RS em 2 de janeiro de 1976. É formado em jornalismo pela Universidade de São Paulo/SP. Durante a universidade, trabalhou na revista Pay-TV, da Editora Glasberg, e no Diário do Comércio e Indústria (DCI), sob a chefia de Aloysio Biondi.

Diogo foi repórter e editor de Quatro Rodas, chefe da sucursal de Veja, em Porto Alegre/RS, e correspondente da revista semanal em Salvador/BA.

Em 2003 recebeu uma bolsa para participar do Programa Internacional de Jornalismo (IJP), em Berlim, na Alemanha.

Em 2005, assumiu o cargo de editor de Internacional da Veja, em São Paulo/SP, e, em 2012, foi promovido a editor executivo.

Em janeiro de 2015, estreou, ao lado de Vilma Gryzinski e Duda Teixeira, o Mundo Livre, um programa sobre política internacional no site de Veja. Inicialmente os vídeos do programa eram publicados online toda terça-feira às 22h, logo depois passaram a ser transmitido ao vivo toda terça-feira às 15h.

Diogo Schelp é coautor, com Rodrigo Raineri, do livro No Teto do Mundo, sobre as expedições do alpinista brasileiro ao monte Everest, lançado em setembro de 2011 pela editora LeYa.

Em outubro de 2015 estreou o blog A boa e velha reportagem no site de Veja, no foco o melhor do jornalismo mundial em texto, foto e vídeo. Ele explica que não vai falar apenas de temas de política internacional, a área que cuida na revista Veja e que a ideia é selecionar e comentar grandes reportagens feitas por veículos estrangeiros. “Estarão no blog perfis de alpinistas, documentários sobre a poluição urbana, investigações sobre escândalos sexuais, mergulhos no mundo infantil - tudo isso estará lá”, complementa.

Em abril de 2016 Diogo Schelp lançou o livro Correspondente de guerra: os perigos da profissão que se tornou alvo de terroristas e exércitos pela editora Contexto.

O livro mostra por que o correspondente de guerra quer estar naquele exato lugar de onde tantos querem fugir. Aborda também como os conflitos atuais são mais perigosos aos jornalistas do que os embates do século XX. O livro traz, ainda, um caderno de fotos do premiado fotógrafo André Liohn.

 

 

Atualizado em abril/2016 - Portal dos Jornalistas

Fontes:

Informações da Digital Trix Comunicação

Informações conferidas pelo jornalista

http://veja.abril.com.br/blog/a-boa-e-velha-reportagem/

http://veja.abril.com.br/multimidia/video/eleicao-americana-os-republicanos-na-corrida-presidencial

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Diogo_Schelp, acessado em janeiro/2012;

http://diogoschelp.org/, acessado em janeiro/2012.

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)