APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Gabriel Romeiro

Gabriel Romeiro

Chefe de redação do Globo Rural da TV Globo. Está no programa desde 1981. No início da trajetória trabalhou na revista 'Realidade', foi um dos criadores da revista 'Bondinho'. Trabalhou na programação que inaugurou a TV Cultura em 69 e foi diretor na TV Bandeirantes. Passou pela TV Tupi antes de entrar na TV Globo.

José Gabriel de La Rocque Romeiro, ou simplesmente Gabriel Romeiro, nasceu no Rio de Janeiro (RJ) em 29 de dezembro de 1941.

Formou-se na Escola Dominicana de Filosofia e Teologia, em São Paulo. Licenciou-se em teologia na Pontifícia Universidade Católica, PUC/SP, e fez curso de pós-graduação em Literatura e História do Oriente Médio Antigo em Roma.

De volta a São Paulo, em 1968, começou a trabalhar como jornalista na revista Realidade. Em 1969, tornou-se editor do Correio do Livro e colaborador do Correio Agropecuário, publicações dirigidas por Mário Mazzei Guimarães. Na mesma época, escreveu artigos sobre política internacional para a edição dominical da Última Hora de São Paulo.

Em 1970, junto com parte da equipe de Realidade, que se afastara da publicação no final de 1968, foi um dos criadores da revista Bondinho, distribuída na rede de supermercados Pão de Açúcar, e da Revista de Fotografia, da qual tornou-se editor.

Nos anos 1970, escreveu para vários órgãos da imprensa alternativa, principalmente para o jornal Ex.

Seu primeiro trabalho na televisão foi ao ar no dia da inauguração da TV Cultura, de São Paulo, em 15 de junho de 1969. Na ocasião, juntamente com o jornalista Fernando Pacheco Jordão, editou um documentário sobre as primeiras eleições para presidente da França depois da era Charles de Gaulle. Colaborou na Cultura por quase dois anos como freelancer e foi contratado em 1971 para integrar a equipe responsável pelo programa semanal Foco na Notícia, que, em 1972, passaria a ser exibido diariamente como Hora da Notícia.

Assumiu a direção de jornalismo da Rádio e TV Bandeirantes em 1974, onde permaneceu até o fim de 1977.

Em 1978, integrou a equipe que elaborou o projeto do Telecurso 1º Grau para a Fundação Roberto Marinho.

No primeiro semestre de 1979, fez comentários diários de política internacional para a Rádio Capital, de São Paulo. No mesmo ano, foi para TV Tupi como diretor de Jornalismo. Ficou na emissora durante seis meses, tendo sido demitido em consequência de uma greve que obrigou a emissora a pagar os salários de todos os seus funcionários, atrasados há meses.

Foi contratado pela Globo, em São Paulo, em agosto de 1980, quando assumiu a chefia de pauta. Meio ano depois passou a trabalhar no Globo Rural, onde se encontra até hoje, participando de sua coordenação ao lado de Humberto Pereira e Lucas Battaglin.

Gabriel Romeiro foi presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo e vice-presidente da FELAP – Federación Latinoamericana de Periodistas, nos anos 1980, e escreveu um livro sobre a vida do padre jesuíta José de Anchieta, fundador da cidade de São Paulo, em coautoria com Guilherme Cunha Pinto.

 

 

Atualizado em maio/2016 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

[Depoimento concedido ao Memória Globo por Gabriel Romeiro em 24/01/2007.] http://memoriaglobo.globo.com/perfis/talentos/gabriel-romeiro.htm

Globo Rural - http://globoplay.globo.com/v/4993733/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Globo_Rural

https://www.facebook.com/globoruraltv/posts/354667704648204

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)