APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Guila Flint

Guila Flint

Correspondente da BBC Brasil para Israel e Palestina, trabalhou também para o Jornal da Tarde, o Estadão, a GloboNews, a CartaCapital, o Correio Braziliense e o Portal Terra

Guila Flint nasceu em 23 de outubro de 1954, em São Paulo (SP). Formou-se na Universidade de Tel Aviv (Israel), para onde mudou-se em 1969.
 
Começou a trabalhar como jornalista em 1991, em São Paulo, para onde retornara, escrevendo sobre o Brasil para o jornal israelense Davar. Após o assassinato de Yitzhak Rabin (1922-1995), escreveu um texto espontâneo, reagindo à notícia e analisando o crime, que acabou sendo publicado no Jornal da Tarde (SP). Quando viajou para Israel, no ano seguinte, passou a atuar como correspondente do JT e, depois, de O Estado de S.Paulo, baseada novamente em Tel Aviv.
 
No início de 1997, passou a trabalhar para a GloboNews e a colaborar para a BBC Brasil. Até 2002, publicou reportagens na CartaCapital, no Correio Braziliense, na revista portuguesa Visão e no portal Terra, além de outras publicações e emissoras.
 
Em 2002, passou a trabalhar exclusivamente para a BBC Brasil, cobrindo Israel e a Palestina. Ficou mais conhecida no País quando o então presidente Luiz Ignácio Lula da Silva visitou o Oriente Médio (Israel, Palestina e Jordânia), em 2010: enquanto os correspondentes brasileiros falavam dos erros e do fracasso da visita, ela destacou a sua importância, chegando a afirmar que “depois de viver muito anos aqui, nunca vi o Brasil ser tratado com tanto respeito”. Chegou a ser contratada para atuar paralelamente como colunista da RedeTV! em dezembro de 2011, mas o acerto durou apenas um mês.
 
É autora dos livros Israel, Terra em Transe – Democracia ou Teocracia? (Civilização Brasileira, 2000), em coautoria com Bila Grin Sorj e o fotógrafo Efrat Tordjman, e Miragem de Paz – Israel e Palestina, Processos e Retrocessos (Civilização Brasileira, 2009). Organizou e revisou a tradução dos textos de Outro Israel: Reflexões de Uri Avnery (Civilização Brasileira, 2012). Traduziu para o hebraico o livro O Meu Amigo Pintor, de Lygia Bojunga Nunes (1992).
 
 
 
 
Atualizado em março de 2013 - Portal dos Jornalistas
Fontes:
 

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)