APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Humberto Rodrigues

Humberto Rodrigues

Preso e condenado por um crime que não havia cometido foi libertado um ano e meio depois. A detenção deu ao jornalista material para lançar o título ‘Vidas do Carandiru – Histórias reais’ que ficou 15 semanas no ranking da revista Veja, como um dos livros mais vendidos.

Humberto Rodrigues nasceu em 21 de dezembro de 1943, em São Paulo-SP, tem formação em Marketing-Propaganda, mas explica “não tive formação acadêmica, pois na época nem havia. Sou formado em Publicidade. De modo que a dificuldade em escrever um livro foi muito grande. O hábito da leitura foi a minha formação”. Traz na bagagem o diploma da ADVB-Associação dos Diretores de Vendas do Brasil.

Trabalhou no jornalismo de 1959 a 1993 até se aposentar. Foi gerente da sucursal da Editora Abril, em Porto Alegre/RS, teve o mesmo cargo na revista Manchete da Editora Bloch; e foi diretor e editor no jornal Gazeta Mercantil; além de ter feito parte da equipe de jornalistas da Rede Globo.

O jornalista Humberto Rodrigues foi preso e condenado por um crime que não havia cometido. Coube-lhe - até ser absolvido, um ano e meio depois - viver dias terríveis nas celas do maior presídio da América Latina, o lendário Carandiru. Usou os 514 dias passados atrás das grades do maior presídio da América Latina para desenhar o retrato dos personagens com quem conviveu. O resultado desta sofrida experiência revelou no livro Vidas do Carandiru, da Geração Editorial. Foi nesse contexto que nasceu o livro Vidas do Carandiru – Histórias reais, em 2002, lançado pela Geração Editorial. Na narrativa do livro o autor emociona os leitores com uma revelação surpreendente “no meio do inferno e convivendo com monstros, encontrei resquícios de esperança e humanidade”. O título Vidas do Carandiru, ficou 15 semanas no ranking da revista Veja, como dos mais vendidos.

Humberto Rodrigues concedeu a Luiz Fernando Emediato, dono da Geração Editorial, por ocasião de lançamento do livro a entrevista Lá é tudo cinza, drama, tristeza, que está disponível na ‘Galeria’ deste perfil.

Lançou ainda o livro O Amor Entre Iguais, em 2004, pela Editora Mythos, escrito não apenas para os milhões de gays que vivem no Brasil, a obra traz um conteúdo que interessa também àqueles que apreciam história, religião, leis, natureza, biografias de pessoas que fizeram diferença na história do mundo e, principalmente, àquelas pessoas que abominam o preconceito.

Humberto mora em São Paulo e mantém o hábito diário de leitura. Informa que está disponível a atender boas propostas de trabalho.

 

 

 

Atualizado em outubro/2013 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

Informações cedidas pelo próprio escritor e jornalista.

Copyright Geração Editorial : http://www.geracaobooks.com.br/releases/entrevista_humberto.htm

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)