APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Ibsen Pinheiro

Ibsen Pinheiro

Comentarista esportivo das duas principais emissoras de rádio de Porto Alegre, foi comentarista político e repórter de várias editorias em vários jornais da capital gaúcha e do Rio de Janeiro. Foi deputado federal por vários mandatos consecutivos, entre outros cargos públicos

Ibsen Valls Pinheiro nasceu em 5 de julho de 1935 em São Borja (RS). É jornalista e advogado, formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS). No meio impresso, integrava a equipe de um jornal, o Chispa, enquanto estudava no colégio Júlio de Castilhos.

Com 16 anos de idade, foi trabalhar como redator no periódico A Tribuna. Passou por publicações como Folha da Manhã, Folha da Tarde, Correio do Povo, A Hora, Última Hora, Diário Carioca, O Jornal, Diário da Noite, Mundo Ilustrado e Jornal do Brasil, em várias funções e editorias.

Dirigente do Sport Club Internacional, de Porto Alegre (RS), no fim dos anos 1960, compôs o famoso grupo denominado Mandarins. Após perder a eleição para a presidência do clube, em 1971, para Aldo Dias Rosa, foi convidado para ser comentarista esportivo na rádio Gaúcha, que estava voltando a transmitir o futebol, depois de uma breve interrupção. A nova equipe da Gaúcha passou a concorrer com a renomada equipe da rádio Guaíba, que tinha Ruy Carlos Ostermann, Lauro Quadros, Pedro Pereira, Armindo Ranzolin e Milton Jung. Ibsen ficou até 1977 na Gaúcha, transferindo-se para a rádio Guaíba, onde ficou até 1982.

Na TV, foi comentarista político da primeira versão do Jornal do Almoço, da RBS TV. Foi a partir daí que iniciou a carreira política, sendo eleito vereador em 1976. Em seguida, foi eleito deputado estadual (1978) e deputado federal (1982, 1986 e 1990). De 1991 a 1992, foi presidente da Câmara Federal, tendo conduzido o processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello.

A volta para o Jornalismo aconteceu em 1994, para o Grupo RBS, onde permaneceu até 2002. Voltou à política em 2004, sendo eleito vereador em Porto Alegre. Em 2006, foi eleito novamente deputado federal, reelegendo-se em 2010.

Em 2009, apresentou a Emenda Ibsen Pinheiro, que retirou royalties do petróleo dos estados produtores, para divisão igual entre os estados brasileiros. Também faz parte do conselho deliberativo do Internacional e é procurador de Justiça aposentado.

É coautor do livro Futebol, a Paixão do Brasil (Leya, 2011), com David Coimbra, Evandro Teixeira, Eduardo Bueno, Fernando Bueno, Fernando Mello, Jorge Furtado, José Antonio Morais de Oliveira, Leonel Kaz, Marcelo de Campos Pinto, Marcelo Ferla, Orlando Brito, Paula Taitebaum, Paulo César Vasconcellos, Ricardo Chaves e Rogério Reis.


Atualizado em fevereiro/2012 - Portal dos Jornalistas.
Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ibsen_Pinheiro, acessado em fevereiro/2012.

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)