APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

José Nello Marques

José Nello Marques

Atua como radialista e jornalista desde os 14 anos, professor de Comunicação Social, Rádio e TV. Foi apresentador, narrador e comentarista nas principais rádios e televisões brasileiras. Lançou a radioweb Rádio Sonho.

José Nello Marques é chamado pelos colegas e amigos por Zé Nello. Nasceu em Garça, São Paulo, faz aniversário em 24 de setembro e é palmeirense. Formou-se em Comunicação Social e Direito pela FIAM, em 1978.

Começou a trajetória no jornalismo aos catorze anos, em 1970, na Rádio Centro Oeste de Garça, interior paulista, como sonoplasta. Na emissora, no mesmo ano, passou a desenvolver todos os tipos de trabalhos: repórter, redator, locutor e comentarista. Paralelamente foi editor do jornal Correio de Garça. Na rádio de Garça ficou até 1973.

Nesse ano migrou para a Rádio Vera Cruz (Verinha) da cidade de Marília (SP), onde exerceu todas a multiplicidade de funções da rádio anterior, acompanhado por grandes nomes do rádio: Osmar Santos e Oswaldo Maciel, dois grandes narradores esportivos.

Foi uma passagem rápida pois ainda em 1973 mudou-se para São Paulo e entrou para a rádio Jovem Pan de São Paulo, onde começou exercendo o trabalho de locutor comercial.

Durante os dez anos que permaneceu na Pan paulista, passou pela reportagem geral, política, policial e posteriormente a apresentador de programas como Show da Manhã, São Paulo Agora, Hora da Verdade. Ficou na rádio até 1983.

Também foi em 1973 que começou a tarefa de correspondente da Rádio Voz da América, do Departamento de Estado norte-americano, que iria durar por quase 25 anos, até 1999. Para a emissora cuidava dos temas internacionais principalmente do Brasil, mas também dos demais países do Cone Sul.

Começou então em 1975 a experiência em televisão. A primeira emissora da trajetória foi como repórter e apresentador da TV Record, que durou por um ano até 1976.  

De volta ao jornalismo impresso em 1976 atuou como repórter e redator da editoria de Esportes dos jornais Diário de São Paulo e Diário da Noite, do grupo Associados. Ficou nos Diários e no esporte até 1978.

Com a rádio no sangue e na trajetória, entre 1983/1984 foi repórter especial e apresentador do programa Acontece, rádio Bandeirantes de São Paulo.

Quase no mesmo período acumulou o trabalho na televisão, 1983/1985, como repórter especial da TV Manchete de São Paulo.

Nos anos que se seguiram foi apresentador do programa São Paulo contra o Crime, entre 1985 e 1986, pela Rádio Globo AM, programa líder de audiência. Em1987 apresentou o programa Manhã Capital da Rádio Capital de São Paulo. Encerrando a década de 80 apresentou o Jornal do Meio Dia na TV Record e do Programa Ferreira Netto, na mesma emissora – ano 1989.

Na década de 90 trabalhou simultaneamente para diversos veículos. Entre 1990/1992, foi apresentador TV Record; 1992/1999, apresentou o programa Opinião Livre, na TV CBI. Participou em 1991 da criação da rádio CBN.

No Grupo Bandeirante escreveu grande parte da sua história no jornalismo brasileiro. Entre 1994/1999, foi comentarista do Jornal da Bandeirantes Gente, além de estar diariamente pela Rádio Bandeirantes – AM; 1996/1998, apresentador do Jornal Acontece, na TV Bandeirantes. Fez um breve intervalo e retornou em 2006 para apresentar o Jornal São Paulo Acontece, na TV Band, até 2007.  Em novembro de 2008 deixou a Rádio Bandeirantes junto com outros profissionais da emissora.

Passou à direção e apresentação dos programas da Rádio e TV Uniban, inseridos no Canal Universitário, onde permaneceu de 1999 a 2007. Passou em 2009 a apresentador o programa com seu nome na Rádio Record AM.

De 2011 a 2014 foi Apresentador titular do programa Conexão pela Super Rádio Tupi AM e FM São Paulo. Na Tupi AM, 1150 khz, cumpriu uma jornada diária de trabalho a partir das 5h30 da manhã: “pego o microfone às 7h e vou até às 9h. Saio por volta de 10h”, lembrou-se.

Em 44 anos de trabalho (completados em 2014) é um apresentador e testemunha da história brasileira. A primeira reportagem, a primeira cobertura internacional, o primeiro grande incêndio (Edifício Joelma) e tantos outros: posses de presidentes internacionais e brasileiros, visitas do Papa, cobriu três copas do Mundo, Fórmula-1, crises econômicas, esportivas e sociais, além de grandes tragédias.

Zé Nello começou a incursionar pela rádio em mídias digitais, webradio, em junho de 2013. Lançou a Rádio Sonho. Nesse novo dial pergunta: “Que lugar você gostaria de conhecer, que lugar você sonhou e esteve lá?” E responde: “É um site inteiro feito para você sonhar. São músicas para viajar no sonho: sonho de viagem, sonho de emprego, sonho de amor, sonho de vida. Espero que vocês gostem e prestigiem, divulgando aos amigos”, diz.

Em 04 de março de 2014 Olá, a Rádio Sonho, atingiu a marca dos 100 dias, com a cuidadosa programação. Ze Nello segue no comando com os internautas podem participando e enviando fotos, vídeos e textos sobre seus sonhos.

 

Atualizado em abril/2014 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

https://twitter.com/zenellomarques

http://leandrojornalista.blogspot.com.br/2011/07/blog-entrevista-jornalista-jose-nello.html

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)