APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Liliana Lavoratti

Liliana Lavoratti

Editora de fechamento e colunista do DCI, passou pela redação de O Paraná, Folha de Londrina, O Estado de S.Paulo, Gazeta Mercantil, Folha de S.Paulo e Revista Conjuntura Econômica. Está entre os Top 50 do Prêmio Os +Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças 2016.

Liliana Enriqueta Lavoratti nasceu no dia 4 de março de 1960, em Alto Paraná (PR). É jornalista formada pela Faculdade dos Meios de Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Famecos-PucRS), de Porto Alegre (RS), em 1989.
 
Começou a carreira em 1978, trabalhando para o jornal O Paraná, de Cascavel (PR). Em 1979, atuou na TV Tarobá, de Cascavel (PR), onde ficou até o ano seguinte. Trabalhou também para o jornal Folha de Londrina, de 1981 a 1983, onde conquistou o Prêmio Paraná de Jornalismo, com a matéria A fuga dos Sem Terra, em 1983.
 
Foi estudar Jornalismo em Porto Alegre e, enquanto frequentava a PucRs, realizou um trabalho de comunicação popular e sindical, paticularmente junto ao sindicatos de trabalhadores rurais e urbanos interessados em melhorar suas ferramentas de comunicação junto às bases e à sociedade em geral, para melhor comunicar suas propostas. Fez parte, na época, da equipe do Jornal do Movimento dos Sem Terra. 
 
Depois de formada, trabalhou como repórter na sucursal de O Estado de S.Paulo (SP) em Curitiba (PR), e repórter especial do Jornal Indústria e Comércio (PR), em janeiro de 1990, onde definiu seu interesse pela área de Economia e Negócios. Mudou-se para Brasília, onde foi repórter de Economia na sucursal da Gazeta Mercantil (SP), entre abril de 1991 e fevereiro de 1992, e, depois, na sucursal da Folha de S.Paulo (SP), de março de 1992 a julho de 1996.
 
Voltou à Gazeta Mercantil, como repórter especial, ficando no jornal até dezembro de 1997. Começou 1998 trabalhando para o Grupo Estado, como repórter especial de Economia e Política, onde permaneceu até dezembro de 2002. Atuou, por um período na área corporativa, como diretora de atendimento na FSB Comunicações e, depois, na assessoria de imprensa da então ministra do Turismo Marta Suplicy.
 
Migrou então para São Paulo, fazendo trabalhos independentes como assessora de Imprensa. Depois de nova passagem pela Gazeta Mercantil, como editora de Política, de janeiro de 2004 a maio de 2009, foi para o Rio de Janeiro (RJ), onde trabalhou na Revista Conjuntura Econômica da Fundação Getulio Vargas (RJ) até fevereiro de 2011. Venceu duas premiações trabalhando pela revista: o Prêmio CNH de Jornalismo Econômico 2011, organizado pela Case New Holland, e o da Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), em 2012. Além disso, foi finalista do Prêmio Imprensa Embratel 2011, com a matéria Convergência Tecnológica: Tendências das Telecomunicações no Brasil, escrita com Kalinka Iaquinto e Thais Thimoteo.
 
Está no jornal Diário Comércio Indústria & Serviços (DCI) desde março de 2011, onde começou como editora-chefe, passando depois para editora de fechamento em junho de 2015. Ocupou interinamente a direção de Redação entre fevereiro e julho de 2014. Atua também como redatora da coluna diária Plano de Voo da publicação desde março de 2012, onde trata de Economia, Finanças, Política e Sustentabilidade.
 
Foi eleita para compor os Top 50 do Prêmio Os +Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças 2016, iniciativa do Jornalistas&Cia, em parceria com a Maxpress.
 
Já lecionou Jornalismo Econômico na Fundação Cásper Líbero (SP), e na Universidade de Brasília (UnB/DF). Faz formação em Psicanálise.
 
 
Atualizado em dezembro de 2016
 
Fontes:

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)