APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Lucas Figueiredo

Lucas Figueiredo

Autor de seis livros e vencedor dos principais prêmios de Jornalismo e Literatura (Esso, Vladimir Herzog, Embratel e Jabuti), trabalhou no Estado de Minas e na Folha de S.Paulo. Foi agraciado por J&Cia com o Mérito dos Grandes Jornalistas. Lançou em setembro de 2015 o livro 'Lugar nenhum: militares e civis na ocultação dos documentos da ditadura'.

Lucas Castro Figueiredo nasceu em 17 de outubro de 1968 em Belo Horizonte (MG).
 
Iniciou a carreira na Folha Popular, jornal regional de Contagem (MG), como repórter, em 1991. Três anos depois, foi para a Folha de S.Paulo (SP), onde foi repórter especial em Brasília (DF) e em São Paulo (SP). Foi responsável pelas pautas de Jornalismo Investigativo envolvendo casos de desvio de dinheiro público, crime organizado, serviço de inteligência, área militar, direitos humanos, privatização, macroeconomia e América Latina.
 
Após passar pela reportagem investigativa do Estado de Minas (MG), entre 2004 e 2008, foi colunista da revista de comportamento CQ, em 2011.
 
Outros trabalhos desenvolvidos por Figueiredo foram a assessoria de Imprensa da campanha de Hélio Costa e Patrus Ananias ao governo de Minas Gerais, em 2010, e reportagens esporádicas nas revistas Alfa, Aventuras na História, BBC de Londres, Carta Capital, Playboy, Nossa História, Primeira Leitura, República, Revista MTV, Rolling Stone, Superinteressante e Uma.
 
Recebeu três Prêmios Esso (em 2004 e 2005, na categoria Regional Centro-Oeste, e 2007, na categoria Reportagem), um Jabuti (2010, categoria Não-Ficção), dois Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos (2005 e 2009, ambos na categoria Livro), um Imprensa Embratel (2005, na categoria Cultura) e um Folha (1997, na categoria Reportagem), entre outros. Foi agraciado pelo site Jornalistas&Cia com o Mérito Grandes Jornalistas 2010, por estar entre os quinze jornalistas brasileiros mais premiados no período entre 1995 e 2010.
 
São de autoria de Figueiredo os livros-reportagem Morcegos negros (2000), Ministério do Silêncio (2005), O Operador (2006), Olho por Olho (2009) e Boa Ventura! – A corrida do ouro no Brasil (2011), todos publicados pela Editora Record.
 
Possui um blog de política e comportamento.
 
Em abril de 2012 foi publicada a edição portuguesa de Boa Ventura!, de Lucas Figueiredo. Quinta obra do escritor é a reportagem histórica em que ele mostra como a ganância e a procura de riquezas ajudou a moldar o Brasil como nós o conhecemos. É editada em Portugal pela editado pela Marcador.
 

Em setembro de 2013 Lucas mergulha em outro grande projeto de livro: a biografia de Tiradentes, que tem lançamento previsto para o início de 2015 por sua nova editora, a Companhia das Letras.

Ainda em 2013 foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo com a série Guerra do tráfico termina em morte e 'protesto' em SG, publicada pelo jornal O São Gonçalo.

A edição atualizada de Morcegos Negros, Record, foi relançada em maio de 2015. A anterior, original, de 40 mil exemplares, lançada em 2000, que ficou 14 semanas nas listas dos mais vendidos da Veja.

Lucas Figueiredo lançou em setembro de 2015 o livro Lugar nenhum: militares e civis na ocultação dos documentos da ditadura. A obra é a primeira da série Arquivos da Repressão no Brasil, da Cia das Letras. No livro, Lucas trata dos acordos secretos firmados entre militares e governos civis para impedir que venham à tona arquivos do período de repressão, sob pretexto de que os documentos foram destruídos em faxina de rotina.

 


Atualizado em setembro/2015 - Portal dos Jornalistas.
Fonte:

Jornalistas&Cia - Edição 1.019

Informações iniciais passadas pelo jornalista em cadastro feito em 2011

 

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)