APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Luiz Gonzaga Mineiro

Luiz Gonzaga Mineiro

Jornalista com ampla experiência como diretor de Jornalismo de TV. Acumula passagens por rádios mineiras e as TVs Alterosa, SBT, Manchete e Record (SP). É diretor geral do Departamento de Projetos Especiais do SBT

Luiz Gonzaga Mineiro da Silva nasceu na cidade de Resende (MG), no dia 5 de abril de 1950. Formou-se em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero (SP), em 1977.

Após formar-se, morou por quase dois anos na Europa. Iniciou-se no Jornalismo quando retornou ao País, em 1979, ao assumir o posto de editor geral da Editora Lemi, de Belo Horizonte (MG). Em 1980, foi para a rádio Mineira (MG), do Grupo Diários Associados, onde trabalhou como redator geral. No período, atuou simultaneamente na rádio Guarani, da mesma empresa, também como redator. Logo, passou a ser o chefe de Reportagem das emissoras, onde permaneceu até 1981.

Nesse ano, fez a estreia em televisão no cargo de editor de textos da TV Alterosa (MG), onde, em seguida, ocupou a função de coordenador editorial. Pouco depois, recebeu convite para assumir a Direção de Jornalismo da Rede SBT e retornou para São Paulo (SP). Em 1985, ingressou como chefe de Reportagem na TV Manchete, ainda na capital paulista, onde passou a coordenar a equipe dos telejornais regionais da emissora, em plena cobertura da grave doença que vitimou Tancredo Neves (1910-1985).

Mudou-se para Brasília em 1988, quando assumiu a direção regional da sucursal da TV Manchete. Dirigiu toda a cobertura que envolveu os trabalhos da Assembleia Constituinte até a promulgação da nova Constituição brasileira. No ano seguinte, aceitou convite do SBT para atuar como editor regional de Jornalismo da emissora, função que exerceu por quase dez anos. Esteve à frente de toda a cobertura jornalística da rede, com destaque para a visita do papa, as posses presidenciais, as CPIs, o impeachement de Fernando Collor de Mello e a Copa do Mundo de Futebol da França 1998, entre outros temas de relevância.

Assumiu a chefia da Assessoria de Comunicação do Ministério das Comunicações em janeiro de 1999, mas ficou pouco tempo no cargo. Em abril, retornou a São Paulo para trabalhar como diretor nacional de Jornalismo da Rede Record de Televisão, cargo em que permaneceu até junho de 2004. No período, implantou uma nova dinâmica no Jornalismo da emissora, a começar pela ampliação do espaço do noticiário na grade de programação. Montou uma equipe de profissionais com credibilidade, que mesclava experiências práticas com novas formas de linguagem. Adotou a factualidade, promovendo a entrada de links durante a programação. E imprimiu na rede a marca de Jornalismo ágil, comprometido com a informação e a credibilidade.

Entre 2005 e 2010, trabalhou duas vezes como diretor de Jornalismo no SBT, cargo que exerceu até o início de 2011. Na primeira passagem, foi o responsável pela memorável reformulação da área de Jornalismo do canal, que movimentou bastante os profissionais do setor, mas que não foi completamente assumida pela direção da emissora. A segunda passagem foi mais tranquila, o que não impediu que ele deixasse o cargo, mas que facilitou sua transferência para o comando da Diretoria de Projetos Especiais da rede.

Recebeu da Câmara Municipal de São Paulo, em junho de 2012, o título de Cidadão Paulistano, por sua atuação no setor de Comunicação Social.


Atualizado em outubro/2012 - Portal dos Jornalistas
Fontes:
volta+a+direcao+de+jornalismo+do+sbt, acessado em outubro/2012

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)