APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Mário Kanno

Mário Kanno

Designer e infografista premiado, trabalhou na Folha de S.Paulo durante muitos anos, chegando a ocupar o cargo de editor-adjunto de Arte. Criou e organizou a Mostra Nacional de Infografia. Foi professor na USP, IED, Cásper Líbero e Faap.

Mário Kanno nasceu em Bauru (SP) e morou em Suzano (SP) e Mairinque (SP) até entrar na Escola de Comunicação e Arte da Universidade S.Paulo (ECA/USP) para estudar Publicidade e Propaganda. Tornou-se bacharel em 1982.
 
Trabalhou em pequenas agências até conseguir uma vaga na Folha de S.Paulo em 1988 como freelance para cobertura da eleição municipal.
“O jornalismo na Folha era mais agitado. O melhor de tudo era ver o resultado do trabalho impresso no dia seguinte nas bancas. Aí, fui ficando, ficando e fiquei”, lembra ele.
 
Com o tempo, passou a assinar os infográficos e ilustrações do blog Dinheiro Público & Cia, redigido por Gustavo Patu e postado no portal da Folha, tratando de receita e despesa, economia e política, procurando explicar como os governos tributam os cidadãos e utilizam o dinheiro público, além de análises sobre a escolha de prioridades, os embates políticos e as repercussões na economia.
 
Em 2013, atuou na sucursal Brasília (DF) do jornal, como editor adjunto de Arte, ao lado do editor Fábio Marraresponsável, com outros profissionais, pela criação, produção e edição de design e infografia para impresso, interativos e videográficos. 
 
Saiu da Folha em abril de 2016 . Continuou colaborando para a finalização do Ranking de Eficiência dos Municípios, publicado no periódico em agosto de 2016, que mostrou, em ano eleitoral, quais prefeituras – 5.281 municípios, ou 95% do total de 5.569 do País – entregavam mais serviços básicos à população usando menor volume de recursos financeiros.
 
Abriu – e fechou – um escritório de Infografia chamado Infografe. Trabalhou também para Lucia Lorenzo, na agência Multi. Desde 1990, faz trabalhos free-lancers para a Editora Abril.
 
Com a matéria Boyhood Bolsa Família, elaborada junto com Fernando Canzian, André Felipe, Leo Caldas, Renata Maneschy, Lucas Zimmerman, Rubens Alencar, Carolina Daffara e Paula Reverbel, levou o Prêmio ExxonMobil de Jornalismo 2015, na categoria Melhor Contribuição ao Telejornalismo, e o Grande Prêmio Folha de Jornalismo 2015.Recebeu ainda várias premiações, com destaque para os prêmios Folha de Jornalismo na categoria Artes Gráficas e os prêmios SND (Society for News Design) e Malofiej (SND-Europe).
 
Como professor de Jornalismo Visual e Infografia, já deu aulas na USP, no Istituto Europeo di Design (IED/SP) e na Cásper Líbero,  além de ministrar curso de Jornalismo Multimídia na pós-graduação da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap/SP). 
 
É, também, membro do Infolide, grupo de jornalistas e designers que promovem palestras, workshops e a Mostra Nacional de Infografia.
 
Publicou, em 2013, o livro eletrônico Infografe: Como e porque usar infográficos para criar visualizações e comunicar de forma imediata e eficiente, que pode ser baixado gratuitamente aqui.
 
 
Atualizado em setembro de 2016
 
Fontes:

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)