APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Martha Medeiros

Martha Medeiros

Cronista do jornal Zero Hora, O Globo e Jornal de Santa Catarina, é assídua frequentadora da lista dos livros mais vendidos. O mais recente é Um Lugar na Janela, lançado em novembro de 2012 pela Editora L&PM

Martha Medeiros nasceu em 20 de agosto de 1961, às 14 horas, no Hospital Beneficência Portuguesa de Porto Alegre (RS). É publicitária formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RG) em 1982.

A carreira no Jornalismo começou depois de consolidar a de poetisa, dar um tempo na de publicitária e passar um período sabático em Santiago do Chile. Quando voltou a Porto Alegre, começou a receber convites para escrever em jornais e revistas, por conta da repercussão de seus primeiros livros, Strip-Tease (Brasiliense, 1985, da coleção Encantos Radicais), Meia-Noite e Um Quarto (L&PM, 1987) e Persona Non Grata (L&PM, 1991).

Começou então a escrever para o jornal Zero Hora, onde ganhou uma coluna no suplemento dominical Donna, que tornou-se revista em maio de 2012. A coluna começou a ser reproduzida em outras publicações, como em O Globo e no Jornal de Santa Catarina, tornando-a conhecida nacionalmente. Para isso também colaborou um blog, que não chegou a durar um ano, mas em sua curta existência bateu alguns recordes de leitura. É, ainda, colaboradora eventual da revista Época e outras publicações.

Embora não lhe passasse pela cabeça tornar-se uma cronista, essa tem sido a sua principal ocupação na exitosa carreira literária que começou com a poesia e tem passado, ultimamente pela ficção. As crônicas escritas para os jornais acabam servindo para a publicação de livros que frequentemente acabam nas listas dos mais vendidos do País. Algumas delas, inclusive, foram adaptadas para o teatro, o cinema e a televisão, também com sucesso. O maior deles, entretanto, veio com um livro de ficção, Divã (Objetiva, 2002), que marcou a carreira da atriz Lília Cabral, no papel de Mercedes.

Também tem se destacado pela publicação de guias de viagem e já escreveu um livro destinado ao público infantil. Venceu duas vezes o Prêmio Açorianos de Literatura, em 1998, com Topless (L&PM, 1997), e em 2004 com Montanha-Russa (L&PM, 2003), ambos na categoria Crônica. Este último ficou em segundo lugar no Prêmio Jabuti 2004, na categoria Contos e Crônicas.


Atualizado em dezembro de 2012
Fontes:

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)