APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Mateus Parreiras

Mateus Parreiras

Repórter do caderno de Gerais do Jornal Estado de Minas. Atuou também no Hoje em Dia, Folha de São Paulo e Agora São Paulo. Conquistou vários prêmios de destaque e foi três vezes finalista do Prêmio Imprensa Embratel, traz na bagagem ainda um Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos e um Esso em 2014.

Mateus Parreiras de Freitas nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 29 de janeiro de 1979. Estudou Jornalismo no Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH).

Iniciou sua carreira como repórter do caderno Minas do Jornal Hoje em Dia, onde permaneceu por cinco anos. Nessa época conquistou o Prêmio de Melhor Cobertura de Carnaval de Belo Horizonte, entregue pela Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur), em 2005; o Prêmio Crea-MG 2006; e os Prêmios Volvo e Délio Rocha de Jornalismo de Interesse Público de 2006.

Em 2010, mudou para São Paulo e trabalhou como repórter no Agora SP e em 2011 como stringer na Europa para a Folha de SP.

De volta à capital mineira, em agosto de 2011, assumiu a função de repórter do caderno Gerais do Jornal Estado de Minas, cargo que exerce desde então.

No EM conquistou vários prêmios: o Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, 2013, na Categoria Especial Violências e agressões físicas e morais contra jornalistas e contra o direito à informação, venceu em equipe com a reportagem: Jornalistas assassinados no Vale do Aço, publicada pelo Estado de Minas. A este se somaram os prêmios Petrobras 2013, Délio Rocha 2013, Embratel 2012 e Associação do Ministério Público de MG 2012.

Dentre as coberturas que marcaram a carreira, destaca as reportagens sobre o terremoto do Haiti, em 2010. Para o jornalista, foi uma cobertura emocionante e de grande crescimento profissional.

Mateus Parreiras venceu a categoria Regional Centro-Oeste do Prêmio Esso de Jornalismo 2014 com a série A nova fronteira da sede, reportagem desenvolvida com Luiz Ribeiro, em parceria com o repórter-fotográfico Beto Novaes e publicada pelo jornal O Estado de Minas. Os jornalistas percorreram três mil quilômetros para descreverem a desertificação de uma área de mais de 180 mil hectares no Noroeste mineiro. O trabalho também é finalista do Prêmio ANA de Imprensa, da Agência Nacional das Águas.

 

Atualizado em novembro/2014 – Portal dos Jornalistas

Fonte:

Edição 976 - Jornalistas&Cia

Informações conferidas pelo jornalista.

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)