APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Paulo Caruso

Paulo Caruso

Caricaturista, ilustrador, chargista, jornalista e músico, ficou famoso pelas páginas/colunas Bar Brasil, em parceria com Alex Solnik, publicadas nas revistas Careta e Senhor, e Avenida Brasil, na IstoÉ. Desde 1986 faz ilustrações ao vivo durante as entrevistas do programa Roda Viva, da TV Cultura.

Paulo José de Hespanha Caruso nasceu em São Paulo (SP), no dia 6 de dezembro de 1949. Formou-se em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), em 1976. É irmão gêmeo univitelino de Chico Caruso, como ele também caricaturista, ilustrador, chargista, jornalista e músico.
 
Iniciou-se como chargista no final da década de 1960, no Diário Popular (SP), colaborando também para o tabloide Movimento (SP). Lançou a tira de quadrinhos , na Folha da Tarde (SP). Logo passou a colaborar para O Pasquim (RJ), destacando-se em 1970, quando a maior parte da redação do hebdomadário foi presa pelo regime militar.
 
Em 1981, com Alex Solnic, começou a publicar a página de humor Bar Brasil na revista Careta (SP) e, logo depois, na revista Senhor (SP). Mudou, em 1988, para a revista IstoÉ (SP), assinando a página Avenida Brasil, escrevendo à quente a história política do País das décadas de 1980 e 1990. Desenhou também para a revista Veja (SP) e o jornal Folha de S.Paulo (SP) e revistas especializadas em Humor, como Circo (SP), Chiclete com Banana (SP), Geraldão (SP) e Pasquim 21 (RJ).
 
Publicou, na época, com Alex Solnic, os livros Ecos do Ipiranga: O grito que não houve (Paz e Terra, 1984), Bar Brasil (L&PM, 1985) e Bar Brasil na Nova República (L&PM, 1986). Com Rafic Jorge Farah lançou As Origens do Capitão Bandeira (L&PM, 1983) e, sozinho, As Mil e Uma Noites (Circo, 1985), além da série Avenida Brasil: A Transição Pela Via das Dúvidas (Mil Folhas, 1989), A Sucessão Está nas Ruas (Mil Folhas, 1990), O Bonde da História (Mil Folhas, 1991), Assim Caminha a Modernidade (Globo, 1992), Se Meu Fusca Falasse (Globo, 1993), O Circo do Poder (Globo, 1994), O Conjunto Nacional (Globo, 1996), Se meu Rolls-Royce Falasse (Devir, 2006) e Enfim um País Sério (Devir, 2010).
 
Passou a publicar suas charges e caricaturas na revista Época (SP), a colaborar com a revista Imprensa e, desde 1986, a desenhar ao vivo durante as entrevistas realizadas pelo programa Roda Viva, na TV Cultura (SP). Paralelamente, mostrou seu lado musical, dedicando-se à composição e à produção de espetáculos teatrais. Apresentou-se, ao lado do irmão, no Salão Internacional de Humor de Piracicaba 1985 com a banda Muda Brasil Tancredo Jazz Band – que chegou a contar com a participação de Cláudio Paiva, Aroeira, Luís Fernando Verissimo, Mariano, Fernando Barros, Pedro Barros e Sérgio Gama – interpretando músicas de cunho humorístico e satírico.
 
Em 1990, participou da organização do Encontro Brasil x Argentina de Humor, realizado no Memorial da América Latina, em São Paulo, que contou com a presença dos mais influentes artistas do gênero entre os dois países. Foi premiado em 1997 no Salão Carioca de Humor da Casa de Cultura Laura Alvim e no Salão Internacional do Desenho de Imprensa em Porto Alegre. Voltou a desenhar a página Avenida Brasil na Revista de Domingo do Jornal do Brasil (RJ).
 
Expôs no Museu de Arte de São Paulo (Masp) em 1991, junto com Chico Caruso. Pela exposição, recebeu o Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (Apca) 1991, na categoria Melhor Desenhista. Lançou, com Chico Caruso e o Conjunto Nacional, os CDs Pra Seu Governo (Dabliu, 1998) e E La Nave Va (Som Livre, 2001), este gravado ao vivo no Mistura Fina da Lagoa, no Rio de Janeiro.
 
Publicou a coletânea de charges publicadas pela Folha de S.Paulo sobre a corrida presidencial, intitulada Grande Prêmio Brasil: No Galope do Ibope (Gráfica Bandeirantes, 2002), uma cartilha ilustrada sobre o Novo Código Civil Brasileiro (Imprensa Oficial, 2003), Piracicaba: 30 anos de Humor (Imprensa Oficial, 2003), contando a história do mais antigo e festejado salão de humor do país, e São Paulo por Paulo Caruso: Um Olhar Bem-Humorado sobre esta Cidade (M&M Comunicação, 2003), este dentro das comemorações aos 450 anos da metrópole, pelo qual recebeu o Trófeu HQ Mix 2005. No mesmo ano foi homenageado com o Prêmio Angelo Agostini, pelo conjunto da obra.
 
Realizou a instalação Altos e Baixos do Baixo Clero no Poder, durante o Salão Internacional de Humor de Piracicaba 2006. Ilustrou o Manual do Direito do Entretenimento (SenacSP, 2009) e Direito do Entretenimento na Internet (Saraiva, 2014), ambos organizados por Andrea Francez. Expôs na mostra Mão da América, que a Fundação Memorial da América Latina promoveu entre janeiro e fevereiro de 2011 em homenagem aos 103 anos de Oscar Niemeyer (1907-2012). Lançou ainda Desenhando Longe: Cadernos de Viagem  EUA Copa (Imprensa Oficial, 2014).
 
Passou a apresentar na rádio Eldorado (SP) a série A Cara do Jazz, que teve 128 programas. Lançou, com Chico Caruso e Aroeira e Seus Amigos, o CD 30 Anos de Democracia: Que país é este? (Cedro Rosa, 2015), que serviu de base para o espetáculo de mesmo nome apresentado em diversas cidades brasileiras.
 
Participou, como ilustrador, dos livros Contos de Pânico (Marco Zero, 2004) e A Cidade e Suas Histórias (Lazuli, 2005), de diversos autores, além de Gol e Orgasmo (Unisul, 2010), de Celso Vicenzi, Diário de Um Magro (Planeta do Brasil, 2011), de Mário Prata, Histórias de Humor Para Quem Está de Bem Com a Vida: Ou quer ficar (Claridade, 2011), de Luiz Loureiro, A Declaração dos Direitos Humanos: 30 artigos ilustrados por 30 artistas (Instituto Vladimir Herzog, 2014), e Memórias Embaralhadas: Damas de espada e valetes de ouro (MG Editorial, 2016), de Leonel Prata. Ilustrou ainda a capa do CD do violinista Perez Dworecki, Gaiato (CPC-Umes, 2005).
 
Possui trabalhos no Museu da Sátira e Caricatura da Basiléia (Suíça) e também participou de outras exposições do gênero na França, na Itália e nos Estados Unidos.
 
 
Atualizado em janeiro de 2017
 
Fontes:

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)