APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Regina Guerreiro

Regina Guerreiro

É considerada ícone da Moda Brasileira e pioneira do Jornalismo de Moda no País. Assumiu essa editoria em importantes revistas do setor, como Vogue, Cláudia e Manequim. Conhecida por suas opiniões firmes, é figura imprescindível nos principais eventos do gênero no Brasil

Regina Guerreiro é formada em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero (SP) e autodidata da Moda. A curiosidade inata, aliada ao texto de excelência – com doses extras de acidez e bom humor –, fizeram com que ganhasse fama e entrevistasse nomes importantes do universo da Moda, como Pierre Cardin, Paco Rabanne e Mary Quant.

Iniciou a carreira como colaboradora da revista Chuvisco (RJ), passou pela redação da sucursal paulista do Jornal do Brasil (RJ) e trabalhou como assistente de Mário Donato (1915-1992) fazendo pesquisas para televisão. Pouco tempo depois, começou a trabalhar como secretária de Redação na Editora Abril (SP). Foi onde conheceu Luís Carta (1936-1994) e passou a atuar como jornalista e produtora de Moda, em 1964. Foi responsável pela editoria de Moda das revistas Cláudia, Manequim, Ilusão e Contigo. Após recusar proposta para assumir uma nova publicação da editora, a revista Setenta, acabou saindo da empresa. Morou, então, uma temporada em Nova York – estagiando na revista Harper’s Bazaar – e outro período em Paris.

Voltou para o Brasil com o intuito de abrir a sua própria consultoria de Moda, a Choc. Em 1975, a convite do mesmo Luís Carta – que a essa altura também já tinha deixado a Abril – , escreveu o Jornal de Moda, seção da recém-fundada revista Vogue Brasil. Trabalhou cerca de 14 anos na publicação, alcançando os cargos de editora e diretora. Um destaque nesse período foi a sua proposta para a criação de um caderno especial chamado Vogue Ouro, em que todos os objetos (joias, roupas e até mesmo carros) eram apresentados em dourado. Foi um sucesso de vendas.

Trabalhou em O Estado de S.Paulo antes de ser editora de Moda da revista Elle. entre 1993 e 1997. Já na revista Caras, a partir de 1999, além da editoria de Moda, escreveu uma coluna sobre desfiles internacionais. Passou também por outras publicações, como Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo. Foi consultora da marca TNG, entre 2008 e 2009, ano em que foi a grande homenageada do Prêmio Moda Brasil, importante evento do setor promovido pelo Shopping Iguatemi de São Paulo. Assinou uma coluna de moda no UOL e manteve o blog De mel e de fel, de junho a dezembro de 2010 no mesmo portal.

É autora de Ui! (Luste, 2012), autobiografia irônica e divertida, onde fala um pouco de sua experiência de mais de 40 anos no mercado de Moda, com prefácio de Mário MendesContanza Pascolato.

Garante ter sangue rosa-shocking


Atualizado em outubro de 2012
Fontes:

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)