APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Silvia Faria

Silvia Faria

Na TV Globo desde 2001, é diretora executiva da Central Globo de Jornalismo. No período ocupou ainda as funções de chefe de redação e diretora de jornalismo de Brasília. Antes da Globo teve uma trajetória pelos principais veículos de imprensa do país, como o Jornal O Globo, Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo e Revista Época.

Silvia Correa de Faria nasceu em Astolfo Dutra, Minas Gerais. Formou-se em Jornalismo pela Universidade de Brasília e fez MBA em gestão empresarial na Fundação Dom Cabral.

Começou a trabalhar, como estagiária, no Jornal de Brasília em 1978, enquanto cursava a universidade. Seu primeiro emprego foi na Folha de S.Paulo, na qual permaneceu entre 1980 e 1986.

A partir de 1987, trabalhou na sucursal brasiliense do jornal O Globo, primeiro como repórter, depois como coordenadora de Economia e chefe de redação. Naquele ano, cobriu o pedido de moratória da dívida externa brasileira e o Plano Bresser, tentativa do governo Sarney de controlar a inflação. Em 1989, a jornalista voltou a cobrir um plano econômico do governo, o Plano Verão, traçado pelo economista Maílson da Nóbrega.

Silvia Faria recebeu o Prêmio Imprensa Embratel em 1991 por sua reportagem, publicada no jornal O Estado de S.Paulo, sobre o uso irregular de estatais para financiar governos estaduais.

Em 1993, teve uma rápida passagem pela Folha de S.Paulo, como coordenadora de Economia. No ano seguinte, voltou para o jornal O Globo.

Em 1997, tornou-se coordenadora de comunicação do Banco Central do Brasil, cargo em que permaneceu por dois anos, quando foi contratada pelo O Estado de S.Paulo para dirigir a sucursal do jornal em Brasília.

Em 2001, ainda na capital federal, transferiu-se para a revista Época, como diretora de redação. Em outubro do mesmo ano, Silvia Faria assumiu a chefia de redação da Globo em Brasília. Três anos depois, foi promovida à diretoria de jornalismo da sucursal.

Na troca de cadeiras no Jornalismo pela Globo em dezembro de 2011 foi anunciada a criação de uma nova diretoria executiva como responsável pelo desempenho da rede na internet, sob o comando de Luiz Claudio Latge. Ele passou a supervisionar dois segmentos que têm o Jornalismo em tempo real como característica: o canal GloboNews, dirigido por Eugenia Moreyra, e o portal G1, sob o comando de Márcia Menezes.

As mudanças na Central Globo de Jornalismo, passaram a vigorar a partir de janeiro de 2012. O cargo de Latge, diretor-executivo de Jornalismo da Globo, passou a ser ocupado por Silvia Faria, com base em Brasília, que na nova função passou a responder pela supervisão editorial dos quatro telejornais de rede – Bom Dia Brasil e Jornal Nacional, gerados no Rio, e Jornal Hoje e Jornal da Globo, em São Paulo –, além dos jornalísticos Globo Repórter, Profissão Repórter e Globo Mar.

Além de fazer a supervisão dos telejornais de rede, a jornalista ficou responsável pelo controle editorial dos noticiários locais de Brasília, Belo Horizonte e Recife; assim como dos programas Globo Repórter, Profissão Repórter e Globo Mar.

Já em setembro de 2012, passou a ocupar o cargo de diretora executiva da Central Globo de Jornalismo da Rede Globo, coordenando coberturas importantes, como a da CPI do Mensalão.

Com a sucessão de Octávio Florisbal por Carlos Henrique Schroder na direção-geral da Rede Globo, Silvia Faria ascendeu, em setembro de 2012, à direção da Central Globo de Jornalismo, no lugar de Ali Kamel, que passou a responder pela Direção-Geral de Jornalismo e Esportes.

 

 

Atualizado em dezembro/2013 - Portal dos Jornalistas

Fontes:

http://portaldosjornalistas.com.br/noticias-conteudo.aspx?id=166

Memória Globo por Silvia Faria em 12/11/2012

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)