APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Vicente Nunes

Vicente Nunes

Editor executivo do jornal Correio Braziliense. Assina o Blog do Vicente no site do jornal, onde apresenta o programa em vídeo Economia no sofá. É um dos dez nomes mais admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças do Brasil e um dos jornalistas brasileiros mais premiados de todos os tempos.

Vicente Paulo Nunes Filho nasceu em Guaratinguetá (SP). É jornalista formado pela Universidade Gama Filho, do Rio de Janeiro (RJ), em 1989.
 
Começou a carreira profissional no Jornal do Commercio (RJ), em 1987. Dois anos depois foi contratado pelo jornal O Globo (RJ). Em 1991, já no Jornal do Brasil (RJ), exerceu a função de repórter especial.
 
Transferiu-se para Brasília no final de 1994, quando passou a escrever para a coluna Correio Econômico do Correio Braziliense (DF). Em 1997, transferiu-se para a sucursal da Agência Estado (SP), contratado para o cargo de editor-chefe.  
Um ano depois, seguiu para a sucursal da Gazeta Mercantil (SP).
 
No ano 2000, voltou ao Correio Braziliense, desta vez para trabalhar como correspondente internacional em Nova York (EUA). No país, viveu grandes experiências como repórter. Cobriu, por exemplo, a primeira eleição presidencial vencida por George W. Bush e os ataques terroristas ao World Trade Center, em 11 de setembro de 2001.
 
De volta à Brasília, no final de 2002, passou a atuar como editor de Economia do Correio Braziliense, além de editar também o portal do jornal. Em 2014, voltou a assinar, com apoio de sua equipe, a coluna Correio Econômico, ampliando o espaço de opinião econômica do diário.
 
Assina o Blog do Vicente, no site do CB, desde janeiro de 2015. Em junho de 2016, a página foi a mais acessada de todo o site. Aproveitando o sucesso, começou a nele apresentar, em agosto, o programa semanal em vídeo Economia no sofá, falando do tema de forma simples, mesclando os assuntos mais palpitantes da semana com dicas para os consumidores e música.
 
Assumiu, em setembro de 2016, a edição executiva do Correio Braziliense.
 
É um campeão em premiações. Entre elas, venceu: o Prêmio Imprensa Embratel 2011, na categoria Economia; o Esso de Jornalismo 2014, na categoria Informação Econômica, junto com Antonio Temóteo, Célia Perrone, Deco Bancillon, Diego Amorim, Luiz Ribeiro, Nívea Ribeiro, Rodolfo Costa, Rosana Hessel, Paulo Silva Pinto, Simone Kafruni e Vera Batista, com a matéria 20 anos do Real, e o Prêmio Exxonmobil 2015, na categoria Informação Econômica, ao lado de Rosana Hessel, Antonio Temóteo, Deco Bancillon, Diego Amorim, Simone Kafruni e Ana Paula Lisboa, com o trabalho O Brasil cai na real.
 
Está em terceiro lugar no ranking dos +Premiados Jornalistas de Todos os Tempos/Região Centro Oeste e figura na lista dos 100+Admirados Jornalistas Brasileiros 2014 e dos 10+Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças do Brasil 2016, segundo apuração do J&Cia em parceria com a Maxpress.
 
 
Atualizado em novembro de 2016.
 
Fontes:
Jornalistas&Cia – Edição 1.054

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)