APOIO

PUBLICIDADE

Veiculação Prêmio CNHI WEBER SHANDWICK Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Zeca Camargo

Zeca Camargo

A partir de agosto de 2015 passa a apresentar o programa 'É de Casa', da TV Globo e segue como colunista do portal G1. Antes, na emissora, foi âncora do programa 'Vídeo Show', apresentador do Fantástico por 18 anos. Ganhou o Prêmio de Educação da Unesco. As suas viagens profissionais renderam a publicação de seis livros

José Carlos Brito de Ávila Camargo nasceu em Uberaba (MG), em 8 de abril de 1963. É formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP) e em Propaganda pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (Espm/SP), mas nunca exerceu as profissões. Trabalhou em uma galeria de artes plásticas e dava aulas de dança antes de tornar-se jornalista.
 
Começou a carreira em 1987, ao fazer um trabalho sobre bazares de fim de ano das galerias de arte, a convite da amiga Lilian Pacce, que trabalhava no suplemento Casa&Cia da Folha de S.Paulo. Continuou fazendo freelancers para a Folha, até surgir uma oportunidade de trabalhar efetivamente no jornal. Passou por várias editorias, destacando-se pelas matérias culturais.
 
Em 1989 passou a ser correspondente da Folha em Nova York. De lá, deu em primeira mão a notícia de que o músico Cazuza havia contraído o vírus da Aids. Voltou ao Brasil no ano seguinte e fez parte da primeira equipe da MTV. Trabalhou como diretor de Jornalismo da emissora e âncora do telejornal MTV no Ar.
 
Apresentou o programa Fanzine, na TV Cultura, em 1994, que abordava temas como música e comportamento jovem. No mesmo ano, foi editor especial da revista Capricho. De abril a novembro de 1995, foi editor do Ilustrada, caderno de Cultura da Folha. Já em dezembro voltou a ser editor da Capricho.
 
Está no programa Fantástico, da Rede Globo, desde julho 1996, a convite do diretor Luiz Nascimento, inicialmente para comandar a sucursal paulista do programa. Ainda em 1996 passou a dividir a apresentação do programa com Fátima Bernardes, Pedro Bial e Glória Maria. Entrevistou grandes nomes do mundo artístico, como as cantoras Madonna e Lady Gaga, o beatle Paul McCartney e o rolling stone Mick Jagger.
 
Logo, passou a ajudar na criação de novos quadros. Um deles foi o Altos Papos, no qual jovens de diferentes cidades brasileiras debatiam temas como sexo, drogas, violência, gravidez na adolescência e mercado de trabalho. Ficou no ar entre 1997 e 1999, ganhou o Prêmio de Educação da Unesco. Seguiram-se os quadros Aqui se Fala Português, em 1998, Geração 2001, no ano 2000, A Fantástica Volta ao Mundo, em 2004, com o repórter cinematográfico Guilherme Azevedo, Novos Olhares, em 2007, Isso Aqui é Seu, em 2009, Megacidades e Turma 1901, em 2010, e Conselho de Classe, em 2011. Além disso, fez uma série de reportagens sobre o Japão, em 2008.
 
Foi escalado para apresentar o primeiro reality show da TV Globo e do País, intitulado No Limite, inspirado no programa americano Survivor, da rede CBS. Desempenhou a função entre julho e setembro de 2000 e ganhou, pelo trabalho, o Prêmio Apca 2000, da Associação Paulista dos Críticos de Arte. No ano seguinte, houve duas edições do programa, também por ele apresentadas. Em 2002 e 2003, mais dois realities shows entraram na carreira do jornalista: Hipertensão e O Jogo.
 
Mais recentemente, em 2011, como um quadro do Fantástico, virou, com Renata Ceribelli, protagonista do quadro Medida Certa, um programa sobre dieta balanceada em que teve que perder sete quilos em quatro meses. O quadro tornou-se um grande sucesso e foi reproduzido em 2012, desta vez acompanhando o ex-jogador de futebol Ronaldo Luís Nazário de Lima, o Ronaldinho Fenômeno, uma das pessoas mais influentes do País, segundo a revista Época (em 2009).
 
Publicou seis livros, todos ligados à sua presença no Fantástico: A Fantástica Volta ao Mundo (Globo, 2004), Do A-ha ao U2 (Globo, 2006), 1000 lugares Fantásticos no Brasil (Globo, 2006), Novos olhares (Globo, 2007), Isso Aqui é Seu! A volta ao mundo por patrimônios da humanidade (Globo, 2009), e Medida Certa! Como Chegamos Lá (Globo, 2011), este com Renata Ceribelli e Marcio Atalla.
 
Desde 2006, assina um blog no Portal G1, atualizado duas vezes por semana, onde escreve sobre Música, Cinema, Teatro e Comportamento.
 
Em 2013, após 18 anos, o jornalista deixou o Fantástico.  Convidado pelo diretor Ricardo Waddington, passou a apresentar o programa diário Vídeo Show. Estreou em 18 de novembro de 2013 e comandou a atração ao lado do repórter Otaviano Costa. Depois de um tempo como apresentador no estúdio, voltou às ruas a convite do programa para mostrar ao telespectador curiosidades sobre a forma como é feito televisão em outros países pelo mundo.
 
Em julho de 2015 Zeca foi anunciado como um dos apresentadores do novo programa da TV Globo, o É de Casa, que irá ao ar nas manhãs de sábado, ao vivo. Seis apresentadores vão comandar a novidade. Nele Zeca Camargo estará ao lado de Patrícia Poeta, Tiago Leifert, André Marques, Ana Furtado e Cissa Guimarães. O É de Casa tem estreia marcada para o dia 8 de agosto.
http://g1.globo.com/pop-arte/blog/zeca-camargo/1.html

Fiat_Institucional
Arama
Curso para Jornalistas
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)