APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6077

Home >> Perfil

Ana Paula Padrão

Ana Paula Padrão

Conceituada apresentadora do jornalismo brasileiro, Ana Paula Padrão iniciou a carreira no rádio. Em julho de 2009, pesquisa do Ibope a apontou como a jornalista mais confiável do País, com 85% de indicações. Liderou o programa Master Chef em versão nacional na TV Bandeirantes. Foi eleita entre os +Admirados Jornalistas da Imprensa Brasileira, em 2015, em votação realizada por Jornalistas&Cia em parceria com a Maxpress.

Ana Paula de Vasconcelos Padrão nasceu em Brasília (DF) em 25 de novembro de 1965. Filha de uma locutora de rádio e de um advogado, estudou balé clássico desde a infância até os 19 anos, quando chegou a fazer teste para o Grupo Corpo, de Belo Horizonte (MG). Estudou Comunicação Social na Universidade de Brasília (UnB/DF).
 
No segundo ano do curso, começou a estagiar na rádio Nacional (DF), embora sua vontade inicial fosse de trabalhar em veículo impresso. Escreveu sobre Economia para a revista Senhor (SP), que, após fusão, passou a chamar-se IstoÉ-Senhor (SP) e, depois, de IstoÉ (SP). O estímulo para ingressar na televisão partiu de José Carlos Bardawill, que a fez levar uma fita para uma rede de televisão que estava sendo instalada em Brasília. Foi aconselhada a desistir do vídeo, mas três meses depois, em abril de 1987, foi contratada pela TV Globo (DF) como repórter local. "Foi quando aprendi que as unanimidades não existem", disse ela.
 
Na Globo, passou pelas equipes de Bom Dia Brasil, Jornal Hoje e Jornal Nacional, além de ter atuado como comentarista de Economia na época em que o Brasil buscava a estabilidade da moeda. Ao tornar-se correspondente internacional, realizou um sonho acalentado na infância: conhecer o mundo. Entre outras reportagens, cobriu a guerra de Kosovo e fez matéria especial no Afeganistão, seu último trabalho antes de voltar para o Brasil.
 
Para essa matéria, ficou um ano estudando mapas e roteiros e passou por apuros. Ela foi acompanhada de um repórter cinematográfico, uma produtora e um guia paquistanês. Para obter o visto de entrada, o grupo foi obrigado a prometer que não filmaria, nem conversaria com nenhum afegão e andaria sempre escoltado por um representante do governo. Mas ela quebrou as regras e, com uma microcâmera no botão da blusa, gravou o depoimento de várias afegãs. Por segurança, o grupo dormia com as fitas debaixo do colchão e durante o dia as amarravam à cintura, sob as túnicas. O representante talibã descobriu e ela teve que entregar duas fitas. Depois disso, fugiu de carro de Cabul, capital do país, para o sul, passando duas noites no deserto até alcançar a fronteira.
 
Durante 1998 e até o final do primeiro semestre de 2000, foi correspondente da Globo em Londres – onde presenciou a prisão do ex-ditador chileno Augusto Pinochet (1915-2006), em outubro de 1998 – e Nova York. Convidada por Evandro Carlos de Andrade (1931-2001), assumiu a bancada do Jornal da Globo em 7 de agosto de 2000, na qual ficou até julho de 2005. Ao todo, foram 18 anos na emissora.
 
Mudou-se para o SBT (SP) a convite de Sílvio Santos, para fazer parte da concepção do principal jornal da rede: o SBT Brasil. O telejornal estreou em agosto de 2005 e Ana Paula nele permaneceu até novembro do ano seguinte, quando anunciou sua saída para produzir e apresentar na mesma emissora o programa SBT Realidade. Para tanto, abriu a Touareg Conteúdo, focada em documentários e reportagens especiais. Em dezembro de 2005, foi escolhida como a Personalidade de Comunicação do Ano, pela Editora Três.
 
Deixou o SBT em abril de 2009 e, já em maio, assinou contrato de quatro anos com a Rede Record (SP) para, ao lado de Celso Freitas, fazer a apresentação diária do Jornal da Record. O acordo incluia a possibilidade de ela continuar fazendo reportagens especiais no Brasil e no exterior. Comandou a cobertura da apuração das eleições de 2010 pela TV Record. Deixou a emissora em março de 2013 para se dedicar às empresas que lidera.
 
Em julho de 2009, uma pesquisa do Ibope Inteligência, encomendada pela revista Seleções Reader's Digest (RJ), mediu o grau de confiança em instituições e personalidades. Ana Paula foi apontada como a jornalista mais confiável do País, com 85% das indicações. Com Eliane Brum e Maurício Kubrusly, participou do júri da 6ª edição do Concurso Universitário de Jornalismo CNN em 2010. Com Lillian Witte Fibe e Paulo Markun participou do debate Telejornalismo – O Brasil visto pela TV, na 4ª série dos Encontros Estadão & Cultura que jornal O Estado de S.Paulo promoveu em agosto de 2010, com foco nos 60 anos da tevê no Brasil. 
 
Integrou a lista de finalistas do Prêmio Comunique-se 2011, na categoria Apresentador/Âncora. Em 20 de julho de 2011 recebeu a Medalha de Mérito Santos-Dumont concedida pelo Ministério da Defesa/Comando da Aeronáutica.
 
Em 9 de agosto do mesmo ano lançou o portal Tempo de Mulher, hoje hospedado no MSN Brasil, "com instrumentos de pesquisa para a manutenção de um grande banco de dados sobre a mulher brasileira", declarou ela. Em abril de 2012, o portal comemorou 50 milhões de page views.
 

Em 9 de agosto do mesmo ano lançou o portal Tempo de Mulher, "com instrumentos de pesquisa para a manutenção de um grande banco de dados sobre a mulher brasileira", declarou ela. Em abril de 2012, o portal comemorou 50 milhões de page views.

Em março de 2013 uma semana após anunciar sua saída da bancada do Jornal da Record, Ana Paula apontou como coincidência o fim de seu contrato com a Record e a necessidade de se dedicar aos seus negócios, que cresceram além do esperado. “Eu estava decidida, já há quatro anos, a sair da bancada”, disse.

Cerca de um ano e meio após deixar a Record ela estreou na Band no segundo semestre de 2014, apresentando o reality show Master Chef e atuando também na cobertura das eleições daquele ano.

Sobre a mudança e o desafio totalmente novo em relação às atividades jornalísticas anteriores, Ana Paula falou com exclusividade ao Jornalistas&Cia.

A versão brasileira do show de talentos na cozinha foi ao ar em setembro de 2014. O concurso, com 17 episódios, chegou com o objetivo transformar um cozinheiro amador em chef profissional. O vencedor concorria aos prêmios: R$ 150 mil, um carro e um curso de três meses na Le Cordon Bleu, em Paris. A final do concurso foi levada ao ar em setembro de 2015.

Por apenas um ponto não se classificou entre os 'TOP 50' dos +Admirados Jornalistas da Imprensa Brasileira, em 2015. Garantiu ótima classificação na lista nacional. A votação é realizada por Jornalistas&Cia em parceria com a Maxpress.   

 

 

Atualizado em dezembro/2015 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

Jornalistas&Cia - Edição 1028

http://www.portaldosjornalistas.com.br/noticia/ana-paula-padrao-estreia-na-band-nesta-3-feira-2-9

http://www.portaldosjornalistas.com.br/noticia/%E2%80%9Ceu-estava-decidida-ja-ha-quatro-anos-sair-da-bancada%E2%80%9D-diz-ana-paula-

 
Arquivo PPress/Engel Paschoal
Portal Comunique-se (julho/2009)
Arquivo Jornalistas&Cia
 

Campanha de Crowdfunding
Radio Web
Mais Premiados
OPN Eventos
MT Viagens
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)